Publicado por: Nuno Gouveia | Maio 7, 2008

Noite eleitoral

Mais uma vez, aconteceu o previsto. As sondagens não deixam grande margem para surpresas. Barack Obama venceu na Carolina do Norte, com uma vantagem superior a 10%, e Hillary Clinton vence em Indiana, com uma margem de 2%, 3%. Isso significa que as coisas não estão nada fáceis para a candidatura de Hillary Clinton.

Como fui escrevendo ao longo desta noite, muitos Superdelegados irão ter com Obama nos próximos dias. Hillary Clinton deverá tentar focalizar a sua mensagem no critério da elegibilidade, para convencer o partido a não entregar a nomeação a Obama. Irá prejudicar o Partido, mas não irá desistir. Ao longo dos últimos vinte anos, já tivemos várias oportunidades de assistir ao renascimento dos Clinton. Apesar de me parecer quase impossível ela conseguir a nomeação, vai continuar a lutar até ao fim. Hillary é uma lutadora e não irá atirar a toalha ao chão. Pelo menos, enquanto o Michigan e Florida não estiverem completamente fora de jogo.

Barack Obama fez hoje um discurso de aceitação. Dirigiu-se em tom conciliatório para Hillary Clinton e criticou o seu adversário John Mccain. Poderá ter sido precipitado. Se os Superdelegados não concluírem estas primárias, a corrida irá continuar até Junho. Hillary deverá ganhar West Virgínia, Kentucky e Puerto Rico. Obama ficará com Oregon, Montana e Dakota do Sul.

Amanhã haverá tempo para analisar esta noite eleitoral.

Anúncios

Responses

  1. Cresce o risco de os eleitores que tradicionalmente votam “Democrata” se dispersarem, não ‘aceitando’ votar em Obama em Novembro…

    O prolongar desta tremenda disputa entre Obama e Hillary irá continuar a ‘abrir feridas’ que poderão ser cada vez mais difíceis de fechar…

  2. P. S. Parabéns por esta magnífica cobertura da noite eleitoral!

  3. Segundo o RCP, Hillary vence Indiana por apenas 1,8% enquanto perde Carolina do Norte por 15%. Trata-se efectivamente de uma derrota para a Senadora Clinton. Qualquer que seja o ponto de vista dos resultados…

    Perdeu em votos populares (mais de 200 mil votos de direfença), perdeu nos delegados (entre 10 a 14 delegados) e sobretudo vai perder nos próximos dias nos endorsements dos Superdelegados, que vão certamente serem muito pressionados a apoiarem Obama.

    Excelente o discurso de Obama, já a assumir a vitória e a dirigir o discurso para o confronto de McCain, ignorando o confronto com Clinton, dando já a vitória como adquirida.

    Parece óbvio que Clinton não desistirá, independente dos prejuízos que essa decisão (teimosa) faça noo democratas, porque está em jogo o seu futuro político e ela dá mais importância à sua carreira do que ao seu partido, e muitos Superdelegados começam a perceberem essa questão, apoiando Obama, mesmo no momento em que as sondagens indicam que Clinton poderá ter melhores hipóteses de derrotar McCain em Novembro do que Obama…

  4. Concordo contigo P.Lourenço, Hillary
    “dá mais importância à sua carreira do que ao seu partido”, espero que o partido acorde para isso.

  5. Entretanto, têm vindo a intensificar-se os rumores de um possível ‘ticket’ Obama-Hillary… (?)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: