Publicado por: Nuno Gouveia | Maio 26, 2008

Sobre Barack Obama

A redução de Obama, Rui Ramos, Atlântico

Obama, o senador mais à esquerda?, Miguel Madeira, Vento Sueste


Responses

  1. Concordo com o teor do texto do Rui Ramos, embora não considere que ele seja o mais esquerdista (liberal) dos senadores.

    O facto de estar em campanha e de somente ir ao senado para votar propostas de lei mais importantes ou fracturantes leva a que tenha um registo mais radical.
    O facto de ser um senador recente acentua este cenário ilusório. Mas mesmo assim será um liberal moderado, nunca um moderado ou um “Novo democrata”. Claro que os conservadores estão a aprender a “odiar” Obama, como odiavam a Srª Clinton.

    O facto, sempre presente mas nunca explicitado, de ser negro, leva-o a ser considerado um “produto liberal”, o que levará os conservadores a votarem McCain. O racismo será mais um elemento a considerar, infelizmente.

    Os democratas ainda vão lamentar terem rejeitado o Edwards e o Biden. Chamem-me pouco sonhador ou realista em demasia…Bem, sempre será, e justamente, uma campanha histórica!

    Abraços de Miguel Direito

  2. Também concordo a grande parte da ideia do Rui Ramos.

    Os democratas vão perder a oportunidade histórica de acabar com o bushismo, e com todos os ódios que ele representa em todo o mundo.

    Obama vai ganhar certamente a nomeação, mas duvido que ganhe a Eleição.
    Se Obama n criasse tantos “anti-corpos” ao eleitorado tradicionalmente democrata – aquele que vota em peso em Clinton, poderia provavelmente perder o partido, mas se o ganhasse, ganharia de certeza o país.

  3. Rui Ramos tem alguma razão quando analisa a forma como a candidatura se transformou nos últimos meses. Os Republicanos têm algum mérito nisso, mas Obama também cometeu alguns erros que o encostaram à esquerda.

    Mas não podemos esquecer que terá muito tempo para centrar o seu discurso, e que os Dems estão em alta nos Estados Unidos. E, claramente, não será o Senador mais à esquerda como o têm pintado. São opiniões de pundits e de activistas do campo adversário.

    Nos próximos meses iremos ouvir palavras feias sobre Obama, tal como de Mccain. Este irá ser pintado como o George W. Bush II, o que não corresponde à verdade, como se sabe.

    Isso faz parte de uma campanha partidária, mas não nos deve impedir de ter uma análise séria dos candidatos.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: