Publicado por: Nuno Gouveia | Junho 1, 2008

Novidades

Apesar da vitória esmagadora que Hillary Clinton obteve em Puerto Rico, os sinais que a corrida está terminada são mais que muitos. Neste fim de semana não tive a oportunidade de escrever o que desejava, mas amanhã efectuarei aqui um comentário aos acontecimentos, especialmente às resoluções de Washington sobre o Michigan e Florida. Mas uma quase certeza deixo aqui: muito provavelmente Hillary Clinton irá anunciar já a desistência nos próximos dias.

Advertisements

Responses

  1. Este foi o fim-de-semana decisivo para a nomeação de Barack Obama como candidato Democrata, apesar de acumular três derrotas «fundamentais» para a sua vitória e que colocaram a Senadora Clinton à beira de um ataque de nervos, tal como muitos das suas fundamentalistas apoiantes, pelo que podemos observar em algumas imagens (quase) chocantes.

    A resolução salomónica de validar a votação da Florida atribuindo apenas meio voto a cada delegado foi acordada pelas duas partes e parece-me justa (porque seria profundamente injusto para os eleitores da Florida não estarem representados na convenção) mas pouco (ou nada) ajudou Clinton com essa decisão, que lhe deu uma vitória demasiado curta.

    A resolução sobre o Michigan já poderá ser mais discutível porque aceita-se a atribuição de meio voto por delegado (uma vez mais seria profundamente injusto para os eleitores do Michigan não estarem representados na convenção) mas já será discutível o factor de «divisão» de delegados, o que teria de acontecer, dado que no Michigan só estava o nome de Clinton e de Chris Dodd nos boletins…

    Finalmente, a aguardada (pela equipa de Clinton) vitória esmadora em Porto Rico foi um fiasco, porque quem afirmou publicamente que esperava cerca de dois milhões de votantes para vencer o voto popular nestas primárias apanhou a derradeira desilusão ao ter constatado que apenas votaram menos de 400 mil pessoas e que a esmagadora vitória de Clinton apenas renderá uma recuperação de aproximadamente 125 mil votos, o que é insuficiente para ultrapassar Obama no voto popular.

    Falta agora apenas as eleições no Montana e na Dakota do Sul, onde Obama é favorito. Estão em jogo apenas 31 delegados no total desses dois estados, quando a vantagem de Obama é superior a 150 delegados.

    Questões arrumadas:

    Obama já venceu nos delegados eleitos.
    Obama lidera confortavelmente nos supedelegados.
    Obama lidera no voto popular e deve reforçar essa liderança na terça-feira.
    Obama venceu a maioria dos estados.

    Questões por decidir:

    Faltam ainda assumirem o seu voto quase 200 superdelegados. Esses votos teriam de ir todos (ou mais de 90%) para Clinton para que, matematicamente, existisse um volte-face que contrariasse a vontade dos eleitores, dos delegados eleitos e do voto popular que escolheram Obama.

    (Nota: É absolutamente lamentável assistir à manifestação de apoiantes de Clinton, afirmando que votarão McCain em Novembro, caso Hillary não seja a candidata democrata. Esses pseudo-apoiantes de Clinton não são Democratas, nem devem ter ligado nada à campanha da Senadora, para preferirem votar num Republicano que defendo o contrário de (quase) tudo o que defende Clinton e Obama. Aqui se percebe que este histerismo dos apoiantes de Clinton resume-se a uma luta de géneros e/ou de raças e não de ideias e/ou conceitos.)

  2. Porquê tanta histeria contra a Sra Clinton? Porquê tanto apoio de medias portugueses ao Sr. Obama?
    Quem apoia esses medias? Existem gatos escondidos com o rabo de fora em alguns desses medias?
    É só abrir diariamente alguns e ver a seleção de imagens que acompanham os textos, se forem da Sra Clinton são as piores que possam escolher, se forem do Sr. Obama são escolhidas entre as mais bem saidas. Jornais Portugueses? Mas porquê? Então as eleiçôes não são nos USA? Poderemos pensar que há manipulação de medias em Portugal por potências estrangeiras? Se assim fôr então há uma aposta nunca vista num candidato do mesmo partido por interesses alheios ao povo americano?
    Passemos agora a um ponto de vista. O tiro está a sair pela culatra aos mentores ocultos da candidatura do Sr. Obama (não quero dizer que ele tenha algo com isso) porque tudo começa a indicar que o Sr. MaClain tem a eleição garantida, para isso basta que 1/3 dos votantes da Sra Clinton não votem em Obama, não é que votem no Sr. McCain, e isso provocou o pãnico em alguns mentores. A primeira prova do pânico foi a tentativa de através de informação forçada lançar a bola de neve de que a Sra. Clinton iria ser a vice-presidente mas isso não pegou. A crispação está irreversivelmente no coração dos votantes da Sra Clinton e isso veio exatamente de quem menos o desejava. Porquê? Porque talvez esses paises e não só sejam incapazes de perceber que em Democracia as mentes preversas educadas e treinadas por ditaduras fazem diabolices esquemáticas que depois falham na prática com seres humanos educados em democracia. Viva a Democracia.

  3. Aqui e no resto do mundo fala-se muito da histeria relativamente ao apoio à HC, mas lembro que o BO foi uma “criação” dos media americanos, e que o fanatismo é bem maior do lado de Obama que de Clinton.
    Os discursos “copiados” de Obama que criaram a sua aurea de “virgem imaculada” não são mais do que um excelente exercicio de retórica sem objectividade nenhuma.
    Ele n tem ideias, tem palavras bonitas, e foi baseado nessa fantasia que os americanos começaram a ver nele uma espécie de salvador da pátria. Ele sim, dava para um excelente sicessor do Rev. Wright.

    Clinton ou McCain…

  4. Sondagem RCP:
    OBAMA-MCCAIN
    Barack Obama 228
    67 Solid 161 Leaning
    John McCain 205
    96 Solid 109 Leaning
    Toss Up 105
    105 Toss Up

    CLINTON-MCCAIN
    Hillary Clinton 229
    91 Solid 138 Leaning
    John McCain 168
    75 Solid 93 Leaning
    Toss Up 141
    141 Toss Up

    Quem é mais elegível?

  5. A questão é simplesmente de números. Barack Obama ganhou a corrida dos delegados. Não me parece correcto estar a falar num cenário diferente. Se posso concordar com Acostal na questão da elegibilidade de HRC, a verdade é que HRC perdeu as eleições no mês de Fevereiro. Apesar de ter recuperado alguma coisa, foi insuficiente. E HRC parece ter mais hipoteses de vencer porque muitos dos seus apoiantes estão dispostos a votar em Mccain.

    Em relação ao apoio dos media, se queremos falar em desproporção de tratamento nos mesmos, haveria muito para debater. Mas talvez a desproporção no tratamento não esteja tanto entre HRC e BO, mas sim entre democratas e republicanos.

  6. “Se posso concordar com Acostal na questão da elegibilidade de HRC”

    Será que, se Hillary fosse a candidata, as sondagens não indicariam Obama como o mais elegível?

  7. Será que, se Hillary fosse a candidata, as sondagens não dariam Obama como o mais elegivel?

  8. Os apoiantes de Obama não estão tão ressentidos. Talvez por saberem que ganharam. Essa pode ser uma explicação…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: