Publicado por: Nuno Gouveia | Junho 2, 2008

O Colégio Eleitoral

A seguir apresento uma análise aos cinquenta estados da União, realizada por Robert Novak e Timothy Carney, sobre as possibilidades de vitória de cada candidato. Dá para ver quais os estados que vão estar em jogo em Novembro. À frente dos estados surge o número de votos no Colégio Eleitoral. Tenho lido várias análises ao colégio eleitoral e quase todas coincidem. Talvez daqui a uns meses possamos fazer uma reavaliação destes mesmos estados. Provavelmente alguns deixarão de ser competitivos, centrando-se a discussão em menos estados. Mas neste momento, a corrida é caracterizada desta forma.

A bold surgem os estados que serão competitivos, tal como o nome do vencedor. Estes comentadores, segundo as suas previsões, prevêem uma vitória de Mccain por dois votos eleitorais. Nesse aspecto coloco muitas reservas. Em relação aos estados decisivos, concordo em absoluto.

Alabama (9) – O sul continuará republicano. Mccain deverá vencer facilmente.

Alaska (3) – Este pequeno estado vota sempre republicano. Mccain.

Arizona (10) – Estado de Mccain.

Arkansas (6) – Se Hillary Clinton fosse a nomeada democrata, este estado poderia cair para os democratas. Sendo Obama, cairá facilmente para Mccain.

Califórnia (55) – Apesar das dúvidas todas, este estado vai ser de Obama. Não deverá ser um Battleground State.

Carolina do Norte (15) – A força de Obama nas primárias nos estados do Sul não deverá significar muito nas eleições gerais. Vai ter o apoio dos negros, dos liberais ricos e universitários, mas são uma minoria neste estado. Mccain deverá vencer com relativa facilidade.

Carolina do Sul ( 8 ) – Este estado conservador do sul não deverá fugir a Mccain.

Colorado (9) – Será um dos estados mais competitivos. Bush venceu em 2004 por apenas 100 mil votos. Nas últimas eleições de 2006, os democratas ganharam um lugar no senado, outro na Câmara dos Representantes e ainda o Governo estadual. A aposta destes comentadores é que cairá para Obama.

Connecticut (7) – Este é um dos estados mais liberais da União. Apesar do apoio do popular Joe Liberman a John Mccain, este estado deverá continuar sob alçada dos democratas. Obama deverá vencer facilmente. Claro que um Joe Liberman a VP poderia mudar o cenário. Mas não é provável.

Dakota do Norte (3) – Território republicano. Mccain vai ganhar.

Dakota do Sul (3) – Outro que não oferece dúvidas: Mccain vence.

Delaware (3) – Este pequeno estado da costa leste deverá votar Obama. Mas recentemente os democratas têm tido algumas dificuldades em vencer as eleições aqui. Novak e Carney dizem que é possível que esteja em jogo a vitória no Delaware.

Districti of Columbia (3) – Aqui não há dúvidas. Obama vencerá com mais de 75%.

Florida (27) – Este será um dos estados mais importantes nestas eleições. As complicações do Partido Democrata no sunshine state poderão tornar as coisas mais fáceis para os republicanos. Este é um estado de idosos, o que favorece Mccain. Pelo racismo inerente aos mais velhos e pelo facto de haver muitos veteranos de guerra. Obama tem sugerido uma política contrária aos interesses dos cubanos da Florida, o que poderá lhe dificultar ainda mais a tarefa na Florida. Por fim, os problemas com judeus de Obama serão outra das suas dificuldades. Com o apoio do popular governador republicano Charlie Crist, Mccain deverá vencer. Mas atendendo às recentes eleições presidenciais, a Florida será sempre um Battleground State.

Geórgia (15) – O sul deverá continuar a ser republicano. Apesar da forte comunidade afro-americana deste estado, Mccain deverá vencer aqui com facilidade.

Havaii (4) – Tem votado constantemente democrata. Sendo Barack Obama nativo deste estado, vai vencer por larga vantagem.

Idaho (4) – Apesar de Obama ter vencido facilmente aqui, este é um estado completamente republicano. Bush venceu por 2-1 nas duas vezes. Mccain vai repetir a vitória.

Illinois (21) – Os importantes 21 votos do colégio eleitoral são de Obama. Disso não há dúvidas.

Indiana (11) – Os republicanos têm vencido facilmente as presidenciais neste estado. Bush venceu com mais de 15% nas duas eleições. Barack Obama tem hipóteses neste estado, pelo condado que faz fronteira com o Illinois, o segundo maior do estado, que é fortemente liberal, e ainda pela população afro-americana de Indianápolis, que votará em nele. Este é um estado que os analistas apontam para uma vitória para Mccain. Mas não será um estado que Obama vá desistir.

Iowa (7) – Em 2004, George W Bush venceu este estado rural e conservador, mas em 2006, os democratas ganharam três lugares na Câmara dos Representantes. Obama começou aqui a caminhada para a nomeação, com uma surpreendente vitória sobre Hillary Clinton. Mccain não foi além do terceiro lugar, atrás de Romney e Huckabee. A aposta é de uma vitória de Obama.

Kansas (6) – Os democratas ganharam o governo estadual com Kathleen Sebelius. Mas este é um estado solidamente conservador, que deverá votar maioritariamente em Mccain.

Kentucky ( 8 ) – Mais um estado que Mccain deverá vencer facilmente. Obama não consegue penetrar bem no eleitorado rural e conservador, como se viu nestas primárias.

Lousiana (9) – Novak e Carney colocam Mccain a vencer aqui, mas colocam algumas possibilidades de Obama neste estado do sul, um dos que tem mais afro-americanos. Mas o popular governador Bobby Jindal, já referenciado para VP de Mccain, deverá ser uma ajuda preciosa para manter este estado do Sul no campo republicano.

Maine (4)Obama é o claro favorito neste estado democrata. Poderá haver uma surpresa neste estado, pela população branca e idosa, que tenderá a votar Mccain.

Maryland (10) – Este é um daqueles estados da costa leste que não deixa dúvidas. Obama vai vencer aqui, com a ajuda dos brancos ricos e dos negros.

Massachussetts (12) – Um dos estados mais liberais da América votará certamente em Obama. Apesar dos democratas do Bay State terem demonstrado que preferiam ver Hillary no ticket, este não fugirá a Obama.

Michigan (17) – Tal como a Florida, este estado poderá transformar-se no calcanhar de Aquiles dos democratas. Gore e Kerry bateram Bush nas últimas presidenciais, mas Mccain terá uma hipótese. O vencedor mais provável, apesar de tudo, ainda é Obama.

Minnesota (10) – Este é o estado que há mais tempo vota democrata. Mas nas últimas presidenciais, Kerry apenas venceu por 100 mil votos. O governador Tim Pawlenty, republicano, poderá tentar ajudar Mccain. Mas a aposta de Novak e Carney é para uma vitória de Obama.

Mississippi (6) – Mais um estado do sul profundo e mais uma vitória de Mccain.

Missouri (11) – Este é um estado em que Barack Obama vai tentar roubar aos republicanos. George W. Bush venceu em 2000 e 2004, mas os republicanos perderam recentemente um lugar no senado e o lugar de governador. Obama venceu nas primárias nas áreas urbanas de St. Louis e Kansas City, mas perdeu de forma esmagadora nas áreas rurais. Mas por enquanto, as sondagens dão uma ligeira vantagem a Mccain.

Montana (3) – Território republicano. Mccain vai ganhar.

Nebraska (5) – O Nebraska elege um eleitor por distrito congressional, mais dois para o vencedor estadual. Mccain deve ficar com todos.

Nevada (5) – Bush venceu as duas eleições, mas apenas com 50%. O resultado final neste estado é completamente imprevisível. Mccain poderá ganhar se conseguir o apoio dos hispânicos, que representam 20% da população.

New Hamphire (4) – Este pequeno estado da União é extremamente volátil no seu sentido de voto. Bush venceu em 2000, mas Kerry conseguiu bater o presidente. Mccain tem aqui o seu estado ‘fetiche’, com vitórias nas primárias de 2000 e 2008. No momento, a aposta vai para uma vitória de Obama.

New Jersey (15) – Apesar dos republicanos almejarem uma vitória aqui, Obama deverá ganhar com alguma folga o Garden State.

New México (5) – Em 2004, Bush venceu por 6 mil votos, e em 2000 tinha perdido por 365 votos. Já se vê que este será um dos mais competitivos deste ano. Este estado tem mais de 40% de hispânicos, o que poderá favorecer Mccain, dado a fraca prestação de Obama neste grupo eleitoral. Mccain tem ainda a vantagem deste estado fazer fronteira com o Arizona. Se Bill Richardson não conseguir inverter esta tendência, Mccain deverá ganhar aqui.

Nova Iorque (31) – Obama vai ganhar.

Ohio (20) – O Batteground State de 2004 deverá repetir a sua importância em 2008. Nenhum dos candidatos se apresenta particularmente forte neste estado. Mccain poderá ter dificuldade de angariar os votos conservadores que deram as duas vitórias a Bush, e Obama tem problemas com os tradicionais Blue Collar Workers, os religiosos e grupos pró armas, que lhe deram uma derrota considerável nas primárias democratas de Março. Mccain poderá ganhar, se conseguir ultrapassar os seus problemas com os conservadores, e convencer os democratas moderados a apoiá-lo. Mas está tudo em aberto.

Oklahoma (7) – Mais um estado que vai cair facilmente para Mccain.

Oregon (7) – Este estado tem votado constantemente democrata. Obama ganhará aqui, se não acontecer nada de anormal. Mas é um dos estados que Mccain vai tentar reverter a seu favor.

Pennsylvania (21) – Gore e Kerry venceram este estado. A escolha de Obama poderá oferecer uma possibilidade a Mccain de conquistar aqui uma importante vitória. Obama tem dificuldades na base tradicional democrata, muito forte na Pennsylvania. Obama é o favorito à vitória, mas as coisas poderão ser mais divididas do que nas últimas presidenciais.

Rhode Island (4) – Mais um estado da costa leste que Obama vai ganhar.

Tennessee (11) – Se Al Gore tivesse ganho o seu estado natal, teria sido eleito presidente. Este é mais um estado do Sul que Mccain deverá arrebatar.

Texas (34) – Mccain poderá não obter uma grande vitória neste estado, mas deverá vencer com relativa facilidade. É o big prize dos republicanos.

Utah (5) – Um dos estados mais republicanos. Mccain vai esmagar aqui.

Virgínia (13) – Os democratas têm conseguido vitórias importantes nos últimos anos, muito devido ao norte do estado, que faz fronteira com DC e tem uma população tendencialmente liberal. Nos subúrbios de Richmond e em Virgínia Beach há fortes comunidades de afro-americanos. A moderação de Mccain poderá dar-lhe alguma vantagem nos republicanos que viraram as costas a Bush, e dar-lhe a vitória. Mas vai precisar de uma enorme afluência dos conservadores deste histórico estado do Sul.

Vermont (3) – O estado mais liberal da União. Obama irá ter vitória esmagadora.

Washington (11) – Os liberais de Seattle não deixam margem para dúvidas. Apesar de Mccain acalentar algumas esperanças, Obama deverá manter este estado sob alçada dos democratas.

West Virgínia (5) – Obama deverá ter poucas hipóteses, como se viu nas recentes primárias democratas. Mccain tem uma boa oportunidade para conquistar este estado facilmente.

Wisconsin (10) – Este estado tem votado democrata. Aqui as vitórias nunca são confortáveis, por isso será um estado competitivo. Mas o favorito é Obama.

Wyoming (3) – Mais uma vitória para Mccain.

Advertisements

Responses

  1. Somando as previsões acima, McCain teria exatos 270 delegados…é como eu digo essa de que um democrata leva fácil é furada…VAI SER UMA BATALHA HISTÓRICA!

  2. Sim, tem razão. Mas estas são previsões de Robert Novak e Timothy Carney, ambos republicanos. Eu acho que vão ser umas eleições históricas. Concordo com os estados que vão estar em jogo. Em relação ao resto, tenho algumas dúvidas…

  3. Excelente resumo, Nuno. Algumas observações, se me permite:

    1) A escolha dos VP poderá ser importante para facilitar/complicar alguns Estados. Por exemplo, com Jim Webb para VP Obama tem grandes hipóteses de vencer a Virgínia; com Pawlenty, McCain seria fortíssimo no Minnesotta e muito difícil de bater no Midwest em geral. Por outro lado, é importante saber se Obama apostará num latino (Richardson, por exemplo), pois penso que isso iria torná-lo amplamente favorito em alguns Estados do Oeste (talvez até ao ponto de transformar o Nevada, o NM e o Colorado em “leaning Dems”).

    2) A implantação de Obama no Sul depende obviamente da sua capacidade de mobilização do eleitorado afro-americano, tradicionalmente fiel aos Dems, mas um sector muito desinteressado da política. Se Obama conseguir aumentar a afluência dos negros em 20 ou 30%, tem hipóteses na Carolina do Norte, no Louisiana e talvez na Geórgia.

    Neste último Estado, atenção ao “fenómeno Barr” (candidato Libertário, antigo Congressista Republicano pela Geórgia), que pode roubar 3 ou 4% a McCain e complicar as contas.

    3) Embora tudo ainda possa mudar, eu contaria a Florida para McCain. Obama não tem hipóteses nos conservadores da parte Norte/Noroeste do Estado, tem problemas com os idosos e não fez campanha no Estado (é pouco conhecido). E com Crist ao lado de McCain acabou. Nunca será uma vitória esmagadora, mas é território Republicano em 2008 (com Clinton não seria, mas isso é outra história).

    Cumprimentos a todos!

  4. Muito bom resumo.

    Em finais de Outubro alguns dos Estados agora ainda em jogo já estarão definidos.

    O Nuno pode, nessa altura, fazer um resumo/mapa comparativo com este. Até podia fazer uma espécie de bolsa de tendências de cada Estado.

    Os VP serão importantes, sem dúvida, mas penso que Obama terá sempre sérias dificuldades, basta fazer contas. é que se ele “puxa a manta” para um lado, destapa-se noutro (tenta ganhar o Colorado e “esquece” a Pensilvânia?), A aritmética está curta para ele…

    O facto de os Democratas terem perdido o sul no fim dos 60 fá-los um partido coxo no mapa eleitoral. Basta ao GOP ganhar alguns estados do Midwest para ser tudo muito competitivo.

    Abraços

    Miguel Direito

  5. Grande post. Excelente blog. Fantástico acompanhamento das primárias.

    Mtos parabéns.

    Vou continuar a acompanhar até 4 de Novembro, com todo o prazer.

    Quanto a hoje à noite. HRC deve estar a preparar o discurso da vida. Vamos ver…. acho que tudo é possível. Podem colocar-lhe muitos defeitos, mas ela demosntrou-se mais combativa que ninguem. Quantas vezes disseram que ela estava acabada. Acaba as primárias melhor que Obama

    Vamos ver….

  6. Gosto deste blog. É aqui que encontro a melhor informação sobre o andamento do processo das próximas eleições americanas.
    Sério, objectivo, instrutivo, enfim, muito bom.
    Parabéns.

  7. Obrigado pelos elogios. Tento fazer o melhor e o mais objectivo, independentemente das minhas próprias ideias, que as tenho e não escondo. Até Novembro teremos ainda muito para discutir. Vão ser umas eleições fantásticas, como têm sido até ao momento.

    E gostava também de acrescentar que um dos melhores aspectos deste blogue têm sido as discussões saudáveis dos comentários…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: