Publicado por: Nuno Gouveia | Junho 4, 2008

Dificuldades para Mccain

Quem viu os dois discursos, de Mccain e Obama, não pode ter deixado de reparar na diferença entre ambos. Apesar de ser notório que Obama é um excelente orador, enquanto Mccain não possui essas qualidades, a energia e o entusiasmo dos apoiantes é brutal. Obama está a discursar no local em que se vai realizar a Convenção Republicana, St. Paul, e está a ser visto por milhares de apoiantes. O número que estava em New Orleans com Mccain era bem menor. E o entusiasmo também. Os democratas atraíram muitos mais votos, voluntários e dinheiro nestas primárias.

Os republicanos terão que recuperar a confiança e auto-estima, para Mccain ter hipóteses em Novembro. Com a provável união democrata, que deverá acontecer nas próximas semanas, e com marca GOP nas ruas da amargura, Mccain terá muito trabalho pela frente. Para ganhar, terá que motivar a base conservadora e agarrar o votos dos Independentes.

Anúncios

Responses

  1. Boa análise.

  2. Estes números são impressionantes.

    Votos em John Kerry, nas presidenciais de 2004 contra Bush : 59 milhões.

    Números de eleitores nas primárias Democratas de 2008: 36 milhões.

  3. O melhor discurso da noite foi o de HC.
    McCain muito mal. Mal enquadrado no recinto, as pessoas eram “estranhas”, ele estava com tiques… muito mal.

    A minha opção era Obama vs Clinton em Novembro, e que se “lixem” os Republicanos.

    Com os resultados das primárias, HC ganhava 🙂

  4. Creio que não é importante quantas pessoas estavam presentes no discurso de McCain. Ele estava apenas a fazer um discurso, muito depois de as primárias do seu partido terem terminado. Obama estava a celebrar com os seus apoiantes uma vitória nas primárias que era esperada. Mesmo descontando as diferenças oratórias de ambos, até se houvesse Reagan no pódio republicano seria de se esperar uma audiência menor que a de Obama.

    Esperemos um ou dois meses, aí sim, podem-se comparar esses números. Seja como for, o eleitorado fiel de Obama é mais de ir a comícios que o McCain (ou típico republicano), que esquece essas coisas e vai directamente ao voto, sem alaridos.

  5. Caro João André,

    Concordo que o número de pessoas não é relativamente importante. Afinal Obama estava a finalizar o processo de nomeação, e Mccain estava a fazer um simples discurso. Mas o entusiasmo que tem rodeado Obama (e também Hillary)é substancialmente diferente do que tem acontecido com Mccain. Claro que é verdade que o eleitorado republicano é mais fiel no voto, que propriamente nas festas e comícios…

    Uma frase que o estimado Professor Ricardo Pinto me disse, e que resume um pouco isto:
    “Democrats fall in love, Republicans fall in line”

  6. Caro João Jesus Caetano,

    O drama dos republicanos deve ser mesmo esse. A afluência dos democratas nestas primárias excedeu todas as expectativas. Se contabilizarmos apenas até à Superterça-Feira, data em que a questão republicana ficou decidida, os números mantêm-se, com os democratas a terem, em média, o dobro da votação dos republicanos. Claro que isto apenas indica o estado de alma dos dois partidos. Nas próximas semanas, Obama deverá dar um pulo na sondagens, mas apenas lá para o Verão teremos mais dados para analisar.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: