Publicado por: Nuno Gouveia | Junho 10, 2008

Dos outros…

A estratégia mediática de McCain, André Azevedo Alves, O Insurgente

Obama (1 e 2), Vital Moreira, Causa Nossa

Sobre o voto dos Judeus, Tiago Barbosa Ribeiro, Kontratempos

A religião nas eleições norte-americanas, Palmira Silva, 5 Dias

A escolha de Obama, Fernando C. Gabriel, Atlântico

Advertisements

Responses

  1. Prezado Nuno
    Pesquisando no Google sobre eleições americanas encontrei o teu blog e foi “empatia à primeira vista”.
    No meu blog tenho um marcador sobre as eleições nos EUA e ao produxir o último post tomei a liberdade de fazer uma apresentação do teu trabalho, dentro do texto.
    Convido-te a visitá-lo e conhecer os outros posts que fiz sobre o mesmo tema.
    Digo-te mais, que tenho um bom nível de acessos de visitantes de Portugal e países de lingua portuguesa onde destaco o blog de teu conterrâneo Fonseca Lima, o Limiano41.
    Meus cumprimentos e parabéns pelo trabalho. Estarei sempre por aqui, te visitando.

  2. Caro Herbert,

    Seja bem vindo. Vi, com agrado, o destaque que deu no seu blogue e agradeço-lhe as palavras elogiosas. Espero que possamos trocar ideias sobre estas eleições.

    Irei passando pelo seu blogue.

    Cumprimentos,

  3. Faço minhas as palavras de Vital Moreira.

    O artigo da Atlântico dá que pensar na imensa e
    despudorada hipocrisia e das forças que movem a Política, e sobretudo da qualidade e alcance dessa mesma hipocrisia num grande partido de uma Super-potência…tudo o que nos serve hoje, amanhã, talvez não…o que hoje sabemos, amanhã desconheceremos…

    Por tudo isto, e voltando à questão da manipulação das “massas” pelos “media”, sinto que cada vez mais nos induzem a que se focalize as atenções no que é acessório e nos desviemos muitas das vezes do essencial…nem sempre aquilo que parece é, e as “massas” são levadas numa onda empolada, na sua legitíssima ânsia de mudança…tornando-nos agarrados a uma “IDADE DA INOCÊNCIA”, que há muito findou.

    Temo que continuemos a ter cada vez mais do mesmo.

    Esta temível globalização do mal-estar (crise dos alimentos, petróleo, o aquecimento global, etc) vai determinar fatalmente e muito estas eleições.

    Estaremos atentos…porque para o bem e para o mal, interessa e diz respeito ao resto do Mundo…

    Saudações

  4. Maria,

    Eu não acredito em “santos”. Não existem no nosso dia a dia, e certamente também não os haverá na vida política.

    No caso concreto destas eleições, considero que temos dois bons políticos de cada lado, com ideias e projectos políticos diferentes. E pelos indicadores que temos, esta será uma das campanhas mais limpas dos últimos anos nos EUA.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: