Publicado por: Nuno Gouveia | Junho 25, 2008

Conselheiro de Mcain comete “gaffe” inaceitável

Não terá sido tanto pelo conteúdo, mas a declaração de Charlie Black, conselheiro de John Mccain para a política externa, prejudicou a campanha republicana.

O GOP é o partido da segurança nacional, e aquele que mais credibilidade tem neste tema (entretanto ameaçada pelos insucessos no Iraque). Nos períodos em que os Estados Unidos estão sob ameaça ou crise de politica internacional, os cidadãos normalmente preferem um republicano na Casa Branca. John Mccain assenta a sua campanha em assuntos de segurança nacional e politica externa, pois os americanos consideram-no o mais credível e o capaz para liderar o país neste área.

Questionado sobre se o assassinato de Benazir Bhutto tinha ajudado Mccain, Black disse, numa entrevista à Fortune, que isso foi positivo para Mccain no passado mês de Dezembro. Nessa mesma entrevista, o conselheiro do Senador defendeu ainda que um ataque terrorista em solo americano até às eleições de Novembro “seria uma grande vantagem” para Mccain. Obviamente o candidato republicano já lamentou estas declarações, dizendo que “tem trabalhado para proteger a América dos seus inimigos”. O próprio Black já lamentou estas declarações, mas este facto tem sido explorado pelos democratas para lançar críticas sobre esta mentalidade republicana.

Sendo objectivo, é evidente que há coisas que não se dizem em público, muito menos em entrevistas com jornalistas. Apesar de ser verdade, um staff político experiente não pode ter este tipo de linguagem. Não foi um escândalo de proporções elevadas, e estará esquecido em breve. Mas numa altura em que Mccain desce nas sondagens, este episódio não vem ajudar.

Advertisements

Responses

  1. Só uma pequena correcção: O GOP é VISTO como o partido com mais credenciais na segurança nacional, não necessariamente aquele que mais as tem.

    De resto concordo com a análise, é algo que vai ficar esquecido em breve mas há alguns eleitores perdidos com este caso e que já não voltam. A decisão em alguns estados equilibrados pode ser feita desta forma.

  2. […] gastos de financiamento público surgiu uma comprometedora gaffe proferida por um seu conselheiro. Charlie Black disse que o assassinato de Benazir Bhutto ajudou à projecção política de McCain e que um eventual […]

  3. Caro João,

    Concordo que pelo facto dos americanos considerarem que os Reps são melhores a tratarem da segurança nacional do país, isso não quer dizer obrigatoriamente que o são. É apenas uma tendência da preferência dos eleitores


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: