Publicado por: Nuno Gouveia | Julho 2, 2008

Tudo na mesma

As sondagens insistem em dizer-nos que o mapa eleitoral não deverá mudar assim tanto este ano, como têm sido ventilado em algumas análises. Mccain e Obama parecem manter a maior parte dos estados que os seus partidos venceram em 2004.

Num estudo publicado pela Southern Media & Opinion Research, Mccain tem uma vantagem de 16% no estado Louisiana. Na Georgia, segundo a Strategic Vision Mccain tem mais 8% e na Florida tem os mesmos 8% sobre Obama (dados da Strategic Vision). No Connecticut, Barack Obama tem superioridade em 21%  em relação a Mccain (Quinnipiac) e no Massachusetts lidera com mais 20% (Rasmussen).

Apesar de algumas alterações residuais, os estudos de opinião continuam a demonstrar que poderá haver pouca variação dos Battleground States em relação a 2004.

Advertisements

Responses

  1. Caro Nuno, como sabe, defendi no post que tive muito prazer de escrever para o blogue, que talvez (e sublinho o talvez) possa haver uma mudança significativa no “mapa eleitoral”.

    Estamos longe de poder confirmar essa hipótese, mas não creio que os dados que avança neste post a contrariem, como diz. Massachusetts e Louisiana nunca estiveram sobre a mesa; e o Connecticut só estará se Lieberman for VP de McCain.

    Todavia, nos outros dois casos uma mudança de preferência é possível. As diferenças na Geórgia têm sido sempre curtas e Obama ainda quase nem apostou no Estado. Por outro lado, a Strategic Vision dá 8% de vantagem a McCain na Florida, mas ainda ontem a PPP dava 2% de vantagem a Obama. Portanto, parece-me que a Florida pode muito bem mudar de cor este ano.

    Não creio pois que estas sondagens sejam suficientes para se poder afirmar que “haverá pouca variação dos Battleground States em relação a 2004”. Até porque as sondagens no Iowa, Colorado, Novo México, New Hampshire, Virgínia, Ohio e Indiana indicam possibilidades claras de ocorrer uma mudança de preferências.

    Um abraço!

  2. Caro JGA,

    Estamos ainda longe de verificar quais serão os estados que vão decidir estas eleições. E eu também concordo consigo quando afirma que poderá haver mudanças significativas no mapa eleitoral deste ano. Mas também há dados também em sentido contrário.

    Quando digo que os candidatos vão “manter a maior parte dos estados que os seus partidos venceram em 2004”, isso será sempre num cenário em que as eleições são disputadas e renhidas. Se Obama vencer folgadamente, teremos muitas alterações no mapa eleitoral, como seria natural.

    Na corrente situação, Obama poderá conquistar VA, FL, OH, IA, MT, IN, CO, MO, NM, NV, GA, AK, NC, SC, SD. Mccain poderá vencer no MI, PA, NH, MN, NJ e OR.
    Ou seja, 22 estados em disputa (não sei se me esqueço de algum). Se os candidatos tiverem entre 49 e 51% do voto popular, não é de esperar grandes alterações no mapa eleitoral.

    Sobre os battleground states, e se tivermos em linha de conta as eleições de 2004, Obama coloca em disputa alguns estados novos, como VA, MT, IN, GA, AK, NC, SC, SD, que não foram disputados em 2004. Mccain fica-se pelo MN, NJ e OR (que muito provavelmente irão ser de Obama). Mas até Novembro, acredito que Obama irá ser “obrigado” a esquecer alguns destes, como MT, GA, AK, SC e SD. Portanto, seguindo esta minha lógica, ficariam apenas a VA, IN, GA e NC como novos battleground states. E isso não seria grande diferença em relação a 2004.

    Mas são tudo conjecturas, pois as sondagens actuais poderão não dizer muito do que realmente vai acontecer em Novembro. Há quem diga que a maior parte dos americanos só começa a olhar com atenção para a campanha eleitoral depois das Convenções. Em meados de Setembro estas nossas “previsões” terão um significado mais fidedigno.

    Abraço

  3. Caro Nuno:Quem vencerá o pleito na sua opnião?

  4. Caro Rômulo,

    A esta distância é difícil de defender com segurança uma posição definitiva. A única coisa que podemos dizer com clareza é que Obama é o favorito. Pelo contexto político, e obviamente pelas sondagens. Mas até Novembro tudo pode alterar-se, como aconteceu, por exemplo, em 1988, 1992 e mesmo em 2004. Mas se tivesse que escolher um candidato a vencer, neste momento seria Obama.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: