Publicado por: Nuno Gouveia | Agosto 7, 2008

Sondagens Nacionais

Barack Obama mantém a liderança nas sondagens nacionais. A vantagem não é grande, mas a diferença tem sido quase idêntica deste que obteve a nomeação. Bom ou mau sinal para o candidato democrata?


Responses

  1. Se dividirmos as 5 diferenças,podemos dizer que a média da vantagem de OBAMA é de 4%.Pouco..muito pouco para uma disputa onde todos achavam que os Republicanos não passariam de meros coadjuvantes.Continuo pessimista.Ontem fiquei mais ainda.Falei com a minha prima Norte Americana que mora na Carolina do Norte.Ela é democrata,mas não vota em negro.Acha q a maioria deles não quer trabalhar,vivendo de receber o auxílio básico que o Governo oferece.Na opnião dela,Obama incentivaria mais ainda esta ociosidade.Pois é..por aí a gente percebe que a coisa não será fácil mesmo.Uma pessoa de nível superior,nutricionista,com um pensamento limitado destes.Em um Estado considerado indefinido.Eu tentei argumentar,mas ele disse que dificilmente mudará de opnião.O marido é Republicano.Isto também influencia negativamente.

  2. Caro Rômulo
    Ela não é a única a pensar assim, conheci um americano em viagem por aqui no Brasil, conversei com ele e me disse coisas parecidas com o que relatou acima…ele é democrata, e apoiava Hillary Clinton e vai votar em McCain, ele é evangélico e me disse que acha que Obama é mulçulmano…

  3. *Muçulmano
    (acabei digitando errado)

  4. A questão racial parece-me importante.

    Mas vou lançar um pouco de polémica junto dos amigos brasileiros, só para apimentar o debate:

    Em defesa dos USA, diga-se que é lá que um negro tem verdadeiras hipóteses de ser eleito presidente,, quando somente 10 por cento da população é negra.
    O caso da América latina é curioso, pois mesmo em países com maioria de “não europeus”, somente agora, (na Bolívia), foi eleito um seu representante pela primeira vez…Isto, em mais de 150 anos desde as várias independências…

    Quantos juízes negros existem no Brasil? E deputados federais?

    Mais importante que ver as sondagens nacionais é ver as sondagens dos Estados indefinidos, onde me parece que MacCain se aguenta bem melhor que o espectável.

    Miguel Direito

  5. Concordo com a análise do Miguel Direito. E podemos falar apenas da Europa, onde apenas temos líderes brancos. Países como a Holanda, França ou Inglaterra, ainda não tiveram ninguém das minorias à frente do país. Nos EUA existe agora uma possibilidade real de isso acontecer. Acredito que isso na Europa ainda estará longe de acontecer.

    Claro que teremos sempre que contar com o factor racista nestas eleições, o chamado “Bradley factor” (Mayor de Los Angeles, Tom Bradley, negro, candidatou-se a Governador da Califórnia em 1982. As sondagens davam-lhe uma larga vantagem sobre o republicano e branco George Deukmejian. Mesmo as sondagens à boca da urna davam-lhe vantagem. Depois descobriu-se que muitos brancos tinham “mentido” nas sondagens.) Será que passados 26 anos, a situação não terá mudado muito?

    Se Barack Obama perder, que seja por questões meramente políticas e de campanha.

  6. A Fraqnça é o caso mais gritante…

    “Se Barack Obama perder, que seja por questões meramente políticas e de campanha”. Exacto.

    é caso para dizer: Que perca porque é novo, não deu ainda provas como senador, é vago nas propostas e tem imagem distante e elitista, não pelas origens (o cosmopolitismo dele até me parece uma vantagem, sabendo eu que isso pode ser visto como uma desvantagem na América profunda) ou cor de pele.

    Agora, se ganhar, de facto é um acontecimento extraordinário, menos de 42 anos depois da legislação federal anti-racista.

    Nisso, estas eleições são especiais.

    McCain, como representante da 3ª idade activa, também representa bem a sociedade ocidental actual.

    Miguel Direito

  7. “Em defesa dos USA, diga-se que é lá que um negro tem verdadeiras hipóteses de ser eleito presidente,, quando somente 10 por cento da população é negra.
    O caso da América latina é curioso, pois mesmo em países com maioria de “não europeus”, somente agora, (na Bolívia), foi eleito um seu representante pela primeira vez…”

    no caso da América Latina, suponho que é mais porque só agora passou a estar na moda ser “indio” – penso que já vários paises latino-americanos tiveram presidentes com sangue indio (só que antigamente diziam-se “mestiços”)

  8. Hoje pode ocorrer um new trend. Tudo no short run vai dirigir-se para a Russia e a Georgia e neste terreno não sei como se vai sair Obama. Acho que se nas proximas horas não se chegar a um ceasefire Mackay terá tudo do seu lado. Já ouvi os comentários de Mackay (CNN) e pelo que conheço dos USA são o que estes querem ouvir de Obama só um comentário escrito.
    Não estou a prever nada de bom para os democratas. Isto poderá ser a pedra de toque.

  9. Uma questão que Miguel Direito levantou é interessante, quantos juizes negros há no Brasil?
    Pouquissimos posso afirmar como brasileiro, meu país é o 2º maior país com população negra, perde apenas para a Nigéria e estamos longe de ter no poder um “Barack Obama”.A única coisa que quero expressar é que não torço contra Obama e os comentários acima foram apenas pra relatar a experiência que vivi ao conversar com aquele americano.Se Obama vencer será uma grande revolução, porém ele terá que batalhar muito até chegar lá, por que não será fácil.É como em 2004 quando também acompanhei de perto a eleição, o mundo inteiro entrou na onda de apoiar Kerry, se os eleitores do outros paises votassem Bush teria perdido e feio.Mas desde o principio naquela época disse que tinhamos que analisar a coisa mais friamente, sem euforia.No fim 2004 se tornou uma eleição peculiar, quem votou em Bush, votou em seu favor, quem votou em Kerry, na verdade votou contra Bush e ao meu ver 2008 lá vai pro mesmo caminho, está será a eleição que Obama venceu ou a que ele perdeu e não a que McCain venceu…

  10. com Obama a democracia oumenta – oumenta para todos queremos a mudança não queremos os EUA dependendo de uma familia so, queremos aquel estado para todos as raças com Obama America vai tornar um pais solida e democratica


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: