Publicado por: Nuno Gouveia | Agosto 27, 2008

As famílias democratas*

Os Estados Unidos são uma república desde a sua fundação, mas têm demonstrado um interesse extraordinário por dinastias políticas. A Convenção Nacional Democrata, que está a decorrer em Denver, é também uma lição de história sobre os últimos 40 anos da política americana.

A década de 60 foi dominada pelos irmãos John e Bobby Kennedy. O irmão Ted, senador do Massachusetts desde 1962, continuou a tradição da família, preenchendo o imaginário político de milhões de americanos. Na segunda-feira passada, o protagonismo de Michelle, e da sua apresentação da família Obama aos americanos, foi dividido com a emotiva aparição de Ted Kennedy. Apesar da doença que o afecta, fez questão de estar presente e manifestar a sua confiança na vitória de Obama. O irmão de John Kennedy arrebatou a noite, e transmitiu o testemunho político a Barack Obama, considerado por muitos o sucessor directo do antigo Presidente.

Mas depois da influência do clã dos Kennedy, vieram os Clintons. A década de 90 assistiu a um novo furacão na vida do Partido Democrata, com a ascensão de Billl à Casa Branca e mais tarde, com Hillary a ser eleita Senadora. E tudo se configurava para continuarem a liderar durante mais anos, mas um invulgar e carismático senador negro dos Illinois estragou-lhes os planos. E os Clintons, apesar de contrariados, tiveram que se resignar. Mas esta Convenção também é sobre eles.

Apesar de ser o palco ideal para Barack Obama assumir-se como o líder incontestável do Partido (pelo menos até Novembro), este foi forçado a conceder demasiado espaço ao casal Clinton. Hillary falou ontem à noite, e Bill estará hoje a discursar sobre Segurança Nacional e Política Externa. Não será propriamente o que Obama desejaria, mas ele necessita dos apoiantes de Hillary, que continuam reticentes em votar nele. Uma sondagem publicada esta semana pelo USA Today indica que apenas 47% dos que votaram em Hillary nas primárias pretendem conceder o seu voto a Obama, enquanto 30% asseguram que não irão votar nele. A escolha de Joe Biden para Vice-presidente não terá ajudado, pois ainda havia uma réstia de esperança no Dream Ticket por parte de alguns sectores.

O sucesso da Convenção de Denver vai depender muito da prestação dos Clintons. Se forem convincentes nos seus discursos, poderão estar a contribuir para um novo ciclo na vida política americana. Será que depois do clã Kennedy e do casal Clinton, a família Obama poderá “reinar” no Partido Democrata?

* Artigo publicado na edição de hoje do Diário Económico (aqui em versão alongada)

Anúncios

Responses

  1. Um bom insight!
    Nuno, poderia dar-nos uma explicação do funcionamento e (des)vantagem da “votação simbólica” solicitada por HC.
    Um abraço

  2. Caro Alberto,

    Mais logo espero escrever sobre o processo de votação, e as razões que têm causado tanto “burburinho”.

    Abraço

  3. Obrigado. Nuno

    Tudo aponta que todo esse processo visa assegurar que ela (HC) será, entre outras, a candidata do PD, em 2012, na eventualidade de Obama obter um resultado não favorável em Movembro.

  4. Excelente artigo, como de costume. O tema das “dinastias políticas” na república americana é uma questão fascinante… Os Adams (presidente pai e filho), os Madisons/Taylors da Virgínia, os Roosevelts, e por aí fora…

    Concordo também plenamente com a ideia de que a questão-chave desta convenção se relaciona com as intervenções dos Clintons. Obama nunca obterá um apoio incondicional dos “clintonianos”, mas sem reunir uma percentagem próxima dos 80-85% desses eleitores nas primárias, deverá ter poucas hipóteses de derrotar McCain.

    Em todo o caso – e referindo-me ao comentário do Alberto – não estou certo que Hillary seja a super-favorita para 2012, caso Obama perca a eleição. Há outras estrelas emergentes no Partido Democrata, como Mark Warner ou Jim Webb, e figuras relevantes como Ted Strickland ou mesmo Howard Dean, que poderiam dar muita luta…

    Abraço a todos!

  5. […] Gouveia, no Eleições Americanas de 2008 e no Diário Económico. […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: