Publicado por: Nuno Gouveia | Setembro 2, 2008

Sarah Palin no centro das atenções

É o assunto do momento. Não se fala noutra coisa na convenção. Mas os republicanos com quem tenho trocado algumas impressões manifestam-se satisfeitos e confiantes em Sarah Palin. Nas últimas horas saíram na imprensa diversas notícias que apontam algumas deficiências na selecção Mccain. Senão vejamos:
Ontem foi anunciado que a sua filha de 17 anos estava grávida. Esta informação veio de fontes republicanas. Num comunicado, Palin informou os media que John Mccain foi informado disso antes de a convidar, e que Bristol Palin irá ter o filho e casar-se com o namorado.

Outra fuga de informação da própria campanha republicana. O marido foi preso há vinte anos depois de ser apanhado a conduzir sob o efeito de álcool.

Um caso que já era conhecido no Alaska, e que arrisca continuar a ocupar várias páginas dos jornais. Palin foi acusada de abuso de poder, por pressionar o chefe da polícia para despedir o ex-cunhado, que atravessava na época um processo de divórcio com a sua irmã. Palin já tinha contratado advogados há umas semanas atrás para se defender deste processo.

Por fim, hoje surgiram notícias que Palin teria feito parte de um partido no Alaska que pedia a independência para o estado. Esta notícia foi completamente negada pela campanha de Mccain, que alega que ela está registada com republicana desde 1982. Ela de facto assistiu a uma convenção do Alaska Independence Party, que se realizou em Wasilla, quando ela era Mayor da cidade.

Sabe-se que o New York Times e outros jornais liberais deslocaram para o Alaska dezenas de jornalistas para investigar a vida da agora candidata a Vice-presidente. Os republicanos enviaram também eles a sua própria equipa para o terreno.

Os republicanos estão a reagir de forma muito dura contra esta “campanha” que está a ser dirigida contra ela, e talvez a provar do seu próprio veneno (se fosse ao contrário, eles certamente não estariam calados). Enquanto Obama e Biden declaram-se contra este tipo de ataques pessoais, outros democratas, como James Carville, têm sido implacáveis com Palin. Esta noite, Fred Thompson irá falar certamente deste assunto.

John Mccain tem sido acusado de não ter investigado a vida de Sarah Palin, e que apenas teria estado com ela duas vezes antes de lhe fazer o convite. A própria Palin tem sido visada como inexperiente e impreparada para ser Vice-presidente, que não tem credenciais em política externa ou até que é mãe de cinco filhos e não tem tempo para o cargo (ouvi esta critica ontem na CNN de um democrata).

John Mccain reafirmou a sua confiança em Sarah Palin e acusou os media de estarem a conduzir uma campanha negativa. Confirmou também que sabia da gravidez da filha e dos outros casos referidos. Também voltam a surgir criticas ao sexismo dos media no tratamento oferecido a Palin.

Depois de uma “excitação” tremenda aqui nos EUA, com a nomeação da Governadora do Alaska, os últimos dois dias têm sido ocupados com estas polémicas. O que eleva ainda mais as expectativas para o seu discurso amanhã. Se conseguir “impressionar” a sala e a América, poderá recuperar desta publicidade negativa. Uma má prestação poderá colocar em causa o ticket republicano.

Advertisements

Responses

  1. É de facto a grande questão do momento – saber se Palin consegue resistir ao escrutínio público que deverá continuar para lá da convenção. Disso mesmo falava Ed Rollins neste artigo:
    http://edition.cnn.com/2008/POLITICS/08/29/rollins.palin/index.html

    O que me provoca um pouco de mal-estar é esta queda instantânea na jaula dos leões… Há uma semana, Sarah Palin ainda podia respirar, enfrentando apenas os contratempos exóticos de uma governadora do gelo. Num piscar de olhos, para ela e para a sua família, tudo mudou.
    É a vida, mas é uma situação estranha.

  2. […] aqui ou aqui) […]

  3. […] Sarah Palin teve o azar e os eleitores tiveram a sorte de saber que a filha de 17 anos da escolhida por McCain está grávida do namorado. Desde já isso atesta todo o cinismo do conservadorismo bacoco em que mergulha o cérebro de Palin – que está até contra a informação sexual e a distribuição de contraceptivos nas escolas. Em comunicado, a família Palin reagiu assim: We have been blessed with five wonderful children who we love with all our heart and mean everything to us. Our beautiful daughter Bristol came to us with news that, as parents, we knew would make her grow up faster than we had ever planned. We’re proud of Bristol’s decision to have her baby and even prouder to become grandparents. As Bristol faces the responsibilities of adulthood, she knows she has our unconditional love and support. Bristol and the young man she will marry are going to realize very quickly the difficulties of raising a child, which is why they will have the love and support of our entire family. We ask the media to respect our daughter and Levi’s privacy as has always been the tradition of children of candidates. […]

  4. O mais interessante será ver como reagem as apoiantes de H.Clinton, que não se reviam em Obama. a esta VP que foi chamada exactamente para as atraír.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: