Publicado por: Nuno Gouveia | Setembro 4, 2008

Discursos

Vou para o Xcel Energy Center. Mais logo regressarei para escrever sobre esta noite. Espero que as expectativas se cumpram, e assista a uma grande noite política. Sarah Palin é a chave para o sucesso desta noite. Mas ter muita atenção aos discursos de Rudy Giuliani e Mitt Romney.

Advertisements

Responses

  1. Mitt Romney acabou de atacar toda a nação democrata. Apelou a todos os espectros do GOP e encheu os seus peitos de orgulho.

    Tenho pena que este grande orador não se possa confrontar com Barack.

    Um nome a reter para o futuro.

  2. Finalmente, ao terceiro dia, um discurso com chama. Romney foi incisivo, cativante, defendendo bem o ponto de vista do GOP.
    Particularmente bem no paralelismo liberal vs conservative.

    Curioso sera ver o que diz Mick Huckabee, que tambem fez um curioso paralelismo liberal-conservative sobre Romney para concluir que Romney e um liberal

    http://scottyscoop.blogspot.com/2007/11/mitt-romney-liberal-conservative.html

  3. Huckabee e um verdadeiro conservative e um liberal do ponto de vista europeu ao defender menos governo, eas perigosas ideias que Obama truxe da Europa.

    Vamos esperar por Palin para perceber porque e que McCain preteriu Romney, Huckabee, Giuliani e Ridge e escolheu a diona Sarah.

  4. Apesar de não me identificar minimamente com Huckabee, tenho de admitir que este final de discurso sobre as “secretárias da escola” foi muito bom. É o candidato da base conservadora.

    Um nome também a reter para futuras nomeações, pese embora não consiga congregar todo o GOP.

    Venha lá a Miss Alaska que a malta quer ir dormir.

  5. Paul Begala na CNN ” Romney e Huckabee nao disseram uma palavra sobre Bush”. Verdade. Tambem, lembrar Bush so se fosse para favorecer Obama.

  6. Não há internet no Xcel Energy Center?
    É uma pena não ter os comentários do Nuno Gouveia em tempo real…

  7. Parece-me evidente que a encenação da convenção democrata é muito mais eficaz em termos televisivos que esta a que estamos a assistir.

  8. Veremos se será assim tão pouco eficaz.

    Não sei se todo o eleitor americano gosta de um candidato pop-star com fogo de artificio no fim da convenção.

  9. Palin terá mesmo de fazer um discurso muito bom depois das excelentes intervenções de Romney, Huckabee e Rudy.

    Boas noticias: a plateia está entusiasmada.

    Os ataques aos democratas, particularmente Obama e Biden (com um Al Gore pelo meio), já estão feitos.

    Como será a intervenção de Palin: Ataque ou afirmação?

  10. Change vs More of the Same. Giuliani explicou que “change is not a destination” mas nao falou do “more of the same”.

    Drill baby Drill e more of the same.Ao sabor dos intereses dos senhores do Texas.

    Giuliani empolgou as massas mas levou a demagogia ao extremo.E voltou ao tema de ontem. O GOP nao quer eleger um Presidente, mas um homem para atender telefonemas as 3 da manha.

  11. Ainda vai a meio mas as coisas estão-lhe a correr bem, dá para piadas e tudo.

  12. Estava a ver o discurso de Sarah Palin e de repente ela fez-me lembrar a série “Sra. Presidente” que não passou da primeira série de episódios.
    Vice-presidente que assume a liderança dos EUA após a morte do “commander in chief”. A mãe, os filhos, os problemas domésticos na Casa Branca…
    Confesso que não me desagrada a ideia de ver uma mulher na presidência dos EUA.
    Já que não pode Hillary Clinton porque não Sarah Palin?

  13. Foi um discurso simpatico o da Sarah Palin. Que nos apresentou a familia e o seu trabaho no Alaska.

    Ideias para o futuro: drill, driil, drill,

    Maldade grande foi a da CNN, que mostrou os caracteres no pulpito transparente por onde a Sarah lia o seu improviso.

  14. Confesso que fiquei muito desiludo com Palin. Muito fraquita e com uma visão paroquiana.
    A única mais valia q ela tranporta para a casa branca tem a ver com as beliches para albergar a sua família extensa.
    A imposição do partido, ao nao aceitar o Leaberman, terá consequências nefastas para si mesmo.

  15. Tal como já ninguem fala na cor de Obama, parece-me desadequado falar do género de Sarah Palin.

    Concordo com a maldade da transmissão da CNN.

    Palin distanciou a sua candidatura da de Obama-Biden (baixar impostos, concluir a missão no Iraque, apostar na exploração energética doméstica, etc) contudo esta intervenção serviu, sobretudo, para esta mostrar as suas credenciais e ripostar as criticas de que tem sido alvo. Esteve bem nesse capitulo.

    Destaco, ainda, as críticas à plasticidade de Obama.

    Ao fim deste terceiro dia diria que o GOP está completamente rendido ao ticket.

    Amanhã McCain reforçará a ideia de que votar Obama-Biden é um cheque em branco na “change” e que ele juntamente com Palin lhes apresentam um projecto mais seguro e realista.

    Forte abraço ao Nuno e a todos os que amanhã vão chegar atrasados ao emprego.

  16. “e a todos os que amanhã vão chegar atrasados ao emprego.”

    Amanha as 830 la estarei. Ensonado, mas la estarei.

  17. Estou de férias, por isso…

  18. Por ser muito extenso deixei os meus primeiros comentários ao discurso em http://ovalordasideias.blogspot.com/2008/09/o-discurso-de-sarah-na-rnc.html.
    Em duas palavras: eficaz na forma e fraco no conteúdo.

    Abraço a todos,
    Carlos Santos

  19. Parece-me que o discurso de Palin foi muito virado para a base do partido. E com uma única ideia forte… Obama será um mau presidente.

    Um discurso intelectualmente tão pobre não passava na Europa, isto é populismo puro, mas estamos a falar de politica Americana. Provavelmente vai fazer milagres junto dos evangélicos. McCain afinal sempre vai ter um “ground game” comparável ao de Obama.

    No entanto, o que apesar de chocar já não surpreende é que do discurso de um dos lideres do GOP não sai uma única ideia positiva, um único projecto para o futuro, uma singular proposta concreta, o espaço político do GOP é apenas a sátira e a critica ao partido democrata.
    É questão para dizer que se os americanos o escolherem vão ter a administração que merecem.

  20. Alguns ideas-forças subjacentes nos discursos:

    – “Nada”, a explosão recalcada de Giuliani, pois foi buscar exactamente a anterior crítica que Biden lhe fizera, nas Primárias;

    – Persiste uma clara tentação de se esvaziar o controlo legislativo, pela via de “zero experiência executiva”;
    – Esforço em se distanciar da calamidade Buschiana sob a égide do mesmo PR, ao longo dos 8 anos;
    – ênfase na força bruta em detrimento da diplomacia para se resolver os eventuais diferendos.

  21. Caros,

    Que interessante discussão mantiveram neste post. O meu obrigado.
    De facto há Internet no Xcel Energy Center, mas o lugar que me foi destinado é num espaço que não tenho condições para estar a ver e a escrever. Por isso, e também para aproveitar o momento, optei por não escrever nada no PC. Mas vou debitar as minhas notas de seguida..

    Abraço

  22. QUANDO ESTA FESTA MACABRA VAI ACABAR?NÃO AGUENTO MAIS!

  23. Contundente no estilo, eficaz para quem vê, sarcástico, vaguíssima no conteúdo. Com as expectativas tão baixas era o esperado. Um discurso guerrilheiro (tudo contra Obama) que lhe deve ter valido o estatuto de herói para o partido republicano, pelo menos para as bases mais conservadoras do partido. O que não deixa de ser sintomático de como se encontra o partido: há uma semana uma perfeita desconhecida, hoje uma herói. Herói do nada.

    Se o discurso era somente para as bases, para aquela franja mais radical, resultou na perfeição. Se o discurso pretendia chegar aos independente e indecisos falhou.
    O uso insistente de termos como “liberais” e de expressões como os “média elitistas” funciona com aquela plateia, e funcionou muito bem, não funciona com mais ninguém.

    A partir de hoje sim, veremos quem é Palin. O cenário ontem era-lhe todo favorável, uma plateia desejosa por uma herói. Agora vêm as entrevistas sérias que Palin não poderá evitar nem se esconder. As mil perguntas que terá de responder de improviso. Os discurso não preparados. Se para os mais experimentados políticos isto é difícil, não cometer gaffes, veremos como se sai Palin. O debate com Biden (e Biden depois de ontem deve estar desejoso de lhe fazer perguntas). As respostas que terá de dar sobre os casos que a assombram. Etc. Vai começar o teste a Palin.

    E verificar o passado do que afirmou no discurso como a ponte para nenhures – Palin ontem afirmou-se como forte opositora e há já provas em contrário (http://andrewsullivan.theatlantic.com/the_daily_dish/2008/09/oh-yes-and-she.html). E como se pode fazer pouco dos “community organizers” tão descaradamente?


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: