Publicado por: Nuno Gouveia | Setembro 12, 2008

Sondagens (MO, WA, OH, NC, OR)

Semana com sondagens para todos os gostos, mas o dia de hoje foi mais calmo. No Ohio e Missouri, Mccain detém uma ligeira vantagem, que lhe pode permitir estar mais descansado nestes estados que Bush venceu em 2004. Este resultado da Carolina do Norte está de sintonia com o estudo publicano pela SurveyUSA, mas em total desacordo com o da PPD e Civitas. Na Costa Oeste, Mccain surge próximo de Obama em Washington, mas não me parece crível que possa ter reais hipóteses de ganhar. Obama mantém-se bem à frente no Oregon. O mais certo é cairem ambos para o lado de Obama.

Advertisements

Responses

  1. Vejam isto:

    1. John McCain is mocked as an out-of-touch, out-of-date computer illiterate in a television commercial out Friday from Barack Obama as the Democrat begins his sharpest barrage yet on McCain’s long Washington career.

    “Our economy wouldn’t survive without the Internet, and cyber-security continues to represent one our most serious national security threats,” [Obama spokesman Dan] Pfeiffer said. “It’s extraordinary that someone who wants to be our president and our commander in chief doesn’t know how to send an e-mail.”

    http://www.realclearpolitics.com/news/ap/politics/2008/Sep/12/obama_mocks_mccain_as_computer_illiterate.html

    2. McCain gets emotional at the mention of military families needing food stamps or veterans lacking health care. The outrage comes from inside: McCain’s severe war injuries prevent him from combing his hair, typing on a keyboard, or tying his shoes.

    http://graphics.boston.com/news/politics/campaign2000/news/McCain_character_loyal_to_a_fault+.shtml

    3. “Six months ago, no one would have pegged McCain as the most cybersavvy of this year’s crop of candidates. At 63, he is the oldest of the bunch and because of his war injuries, he is limited in his ability to wield a keyboard.”

    http://www.slate.com/id/74812/

    4. In certain ways, McCain was a natural Web candidate. Chairman of the Senate Telecommunications Subcommittee and regarded as the U.S. Senate’s savviest technologist, McCain is an inveterate devotee of email. His nightly ritual is to read his email together with his wife, Cindy. The injuries he incurred as a Vietnam POW make it painful for McCain to type. Instead, he dictates responses that his wife types on a laptop. “She’s a whiz on the keyboard, and I’m so laborious,” McCain admits.

    http://www.forbes.com/asap/2000/0529/053_print.html

    ————-

    Ou seja, o McCain, apesar de estar à vontade com a utilização de computadores, e de ser considerado “the U.S. Senate’s savviest technologist”, tem dificuldades em utilizar teclados devido às lesões que sofreu quando foi torturado como prisioneiro de guerra.

    E o Obama lança um anúncio na TV gozando com isto?

    O homem está completamente de cabeça perdida… que vergonha…

  2. Alguém tá manipulando as sondagens da Carolina do Norte?A tal Civitas mostrou um empate técnico pró Superman…47 a 44..aí vem essa Research e apresenta quase 20 pontos de vantagem para o homem de aço…só me resta acreditar na tese da minha tia que mora lá..eleição apertada.Caro Nuno:A North Carolina representa quantos votos no Colégio eleitoral?Grato.

  3. Sem me querer substituir ao Nuno, esclareço o Rómulo que são 15 votos no colégio eleitoral.

    Caro tsss, tsss

    Sabe o que é mais engraçado? Eu não tenho dúvidas que John McCain é um homem bom. Que acha realmente que pode fazer um bom lugar como Presidente e que ama o seu país. Acredito quando ele disse na RNC “I hate War”. E há uma candura não negligenciável na forma como fala: a política dos afectos vende quando parece genuina. Quando ele diz que se preocupa com os “Folks at Home” e por isso quer suspender uns dias os impostos sobre combustíveis, eu acredito que ele está mesmo preocupado com as pessoas em casa. E tenho a maior das simpatias pelas suas limitações físicas.
    Só que:
    – admite que não sabe duas linhas de Economia (e acredite em mim, que estudei Economia numa licenciatura de 5 anos, numa parte escolar de Mestrado de 1 e em 5 anos de doutoramento: não há nada que impeça uma pessoa com limitação de movimentos de perceber de economia), e o seu plano mostra que não sabe de facto. Um aluno meu reprovava se escrevesse aquilo.
    – o seu principal argumento como candidato é ser um POW do Vietname. Não é alguém que inspire as massas ou tenha sugerido UMA ideia nova seja em que campo for. Do outro lado está um homem com o mérito de dar confiança a uma américa deprimida. Keynes falava nos “animal spirits” para traduzir a importância e volatilidade da confiança de quem investe.
    – o plano energético de McCain (drill, baby, drill) foi contraposto ao de Obama num artigo de Agosto do Jornal de Negócios que pode encontrar no meu blogue. A ideia de mais drilling vende bem ao americano médio. Mas uma plataforma nova de petróleo demorará 7 anos a produzir uma gota para o mercado;
    – McCain não tem um plano educacional além do chavão republicano dos vouchers. Obama tem.
    – McCain tem 20 e tal anos de senador. Podia ter feito muito em áreas de que só agora se lembrou.
    – Last but not least escolheu a inenarrável Palin, que assusta qualquer alma. Já imaginou se for ela a atender o telefone às 3 da manhã??

    Uma nota final. Há ainda a questão da imagem da América no mundo e da confiança do mundo na América. Bush minou essa confiança. Implodiu-a. McCain não tem o perfil de mudar isso. Claramente sinalizaria ao mundo que qualquer coisa melhorou na América.

  4. Carlos Santos,

    Você cometeu um erro estúpido num post no seu blogue. Eu, cuidadosamente, fui lá e apontei-o, para que pudesse corrigir o seu post.

    Você optou por apagar o meu comentário onde ficava evidente o seu erro (de principiante).

    Por isso, primeiro que tudo, veja lá se consegue ser um bocadinho mais humilde.

    Já agora, argumentos de autoridade também revelam má-educação. Não é utilizado pelas pessoas civilizadas, percebe?

    Estou-me absolutamente nas tintas para as suas opiniões. Você claramente não conhece o que o McCain fez ou deixou de fazer.

    Aliás, se você acha que foi o McCain ou o Obama que escreveram os seus planos económicos, eu fico seriamente preocupado consigo.

    Há coisas muito simples:

    o McCain é pro free-trade.

    o Obama quer proibir as importações da China e é anti free-trade.

    Para mim, isto revela a absoluta e perigosíssima ignorância do Obama em aspectos económicos.

    E se não revela para si, lamento.

    Energia? O McCain é desde há muitos anos o maior defensor do fim dos subsídios ao etanol. O Obama ainda defende os subsídios ao etanol, contra todas as evidências.

    A inenarrável Palin é adjectivação sua. Dou-lhe um conselho: não é com deselegâncias e histerismo, sem qualquer tipo de argumento substancial, e fazendo a suprema saloiada de desfiar habilitações literárias, que convence seja quem for.

    ——————–

    Entretanto, sobre a campanha suja e imunda do Obama, atacando as deficiências físicas causadas por espancamentos diários de um prisioneiro de guerra, nem uma palavra. Extraordinário. E revelador da ética que cada um tem. A mim assusta-me que existam pessoas como você, desculpe-me que lhe diga. Os fanáticos metem-me medo.

  5. “(e acredite em mim, que estudei Economia numa licenciatura de 5 anos, numa parte escolar de Mestrado de 1 e em 5 anos de doutoramento: não há nada que impeça uma pessoa com limitação de movimentos de perceber de economia), e o seu plano mostra que não sabe de facto. Um aluno meu reprovava se escrevesse aquilo.”

    Apoiantes do Plano Económico de McCain (entre centenas de professores universários, economistas e gestores):

    Gary Becker – Prémio Nobel da Economia
    James Buchanan- Prémio Nobel da Economia
    Robert Lucas– Prémio Nobel da Economia
    Robert Mundell – Prémio Nobel da Economia
    Vernon Smith – – Prémio Nobel da Economia

    e

    Arthur Laffer, Anne Krueger, Michael Boskin, Martin Feldstein, Glenn Hubbard, Paul MacAvoy, Burton Malkiel, Paul McCracken, William Poole, Harvey Rosen, Beryl Sprinkel, John Taylor, Murray Weidenbaum, Meg Withman, etc, etc. etc.

    Conselheiros económicos de McCain: Jack Kemp, Phil Gramm, Warren Rudman, Pete Peterson, Gary Becker, Robert Bixby, Carly Fiorino, Meg Withman, Dan Crippen, Douglas Holtz-Eakin, Chris Cox, June O’Neill, George Shultz.

    Enfim, vocês percebem a ideia.

    Googlem estes nomes (têm todos entrada na wikipedia).

    AH LEÃO!

  6. É o tal desespero de Obama de que falei há uns tempos. Então o senhor solidariedade, espírito bom vem gozar com os problemas físicos do outro candidato? Manifestamente, considero esse acto reprovável e demonstra que, acima de tudo, Obama é uma criação publicitária e que já tem muito pouco para dizer, para além dos chavões retóricos de opaca significância.

  7. Caro Tsss Tsss,

    Você está mesmo convicto que foi isto que aconteceu:

    “Entretanto, sobre a campanha suja e imunda do Obama, atacando as deficiências físicas causadas por espancamentos diários de um prisioneiro de guerra, nem uma palavra.”

    Devia então avisar McCain para não se apresentar como um iletrado em relação a computadores. E devia ter explicado o talking point a este tipo:

  8. “Você está mesmo convicto que foi isto que aconteceu:”

    Mas você leu os artigos citados?

    “In certain ways, McCain was a natural Web candidate. Chairman of the Senate Telecommunications Subcommittee and regarded as the U.S. Senate’s savviest technologist, McCain is an inveterate devotee of email. His nightly ritual is to read his email together with his wife, Cindy. The injuries he incurred as a Vietnam POW make it painful for McCain to type. Instead, he dictates responses that his wife types on a laptop. “She’s a whiz on the keyboard, and I’m so laborious,” McCain admits.”

    Desculpe lá, mas o que não entende? Para lá, é claro, do self-deprecating humour do McCain?

  9. Caro Mário Vicente,

    Como é evidente não tolero insultos de índole pessoal neste blogue. Agradeço-lhe que não o faça.
    Obrigado.

  10. Caro Tsss Tsss,

    use os argumentos rebuscados que quiser, o que você não me convence, nem a nenhuma pessoa que queira usar da inteligência é disto:

    “a campanha suja e imunda do Obama, atacando as deficiências físicas causadas por espancamentos diários de um prisioneiro de guerra”

    Porque pura e simplesmente isso não aconteceu. O próprio McCain admitiu que não sabia usar computadores, não os utiliza e pouco percebia de internet (mostrou-me, por exemplo, maravilhado com a capacidade de Cindy McCain poder fazer compras via internet – chamando-lhe em tom de brincadeira, uma bruxa) e é isso que a campanha de Obama utiliza no anuncio – sendo que, minha opinião pessoal, isso de pouco vale e não me pareça que sirva de limitação para execer o cargo de presidente, gosto até que McCain seja sério sobre o assunto e não procure fingir perceber sobre uma coisa que não percebe (ah, e a referência aos mails faz-me lembrar a constante referência dos deputados mais velhos da assembleia da república portuguesa que no que toca a novas tecnologias vão sempre buscar a consulta que fazem do mail de deputados…).

    “Desculpe lá, mas o que não entende? Para lá, é claro, do self-deprecating humour do McCain?”

    O que eu não percebo? O que eu não percebo é que uma campanha diga que McCain não sabe usar a internet e do outro lado usem da POW card para explicar que tal argument é inválido e sujo. Bem como não compreendo que uma campanha desvalorize a experiência de “community organizer” e do outro lado respondam que a referência a “community organizer” feita a Obama serve para apelidá-lo de negro. Este tom pode ser normal em duas campanhas cujo único objectivo é ganhar na batalha da narrativa mediática, mas o Tsss Tsss bem podia deixar de adoptar os talking points de uma ou de outra campanha, e começar a pensar pela própria cabeça.

    PS: caro Nuno, se fizer o favor apague o meu último comentário que foi publicado incompleto por engano. Obrigado.

  11. “O que eu não percebo é que uma campanha diga que McCain não sabe usar a internet”

    “In certain ways, McCain was a natural Web candidate. Chairman of the Senate Telecommunications Subcommittee and regarded as the U.S. Senate’s savviest technologist, McCain is an inveterate devotee of email. His nightly ritual is to read his email together with his wife, Cindy. The injuries he incurred as a Vietnam POW make it painful for McCain to type. Instead, he dictates responses that his wife types on a laptop. “She’s a whiz on the keyboard, and I’m so laborious,” McCain admits.”

    Forbes

    Enfim, o fanatismo tem destas coisas.

    O ” the U.S. Senate’s savviest technologist” e “inveterate devotee of email” não sabe usar a internet.

    Isto é a sério?

  12. “Como é evidente não tolero insultos de índole pessoal neste blogue. Agradeço-lhe que não o faça.
    Obrigado.”

    Caro Nuno,

    Dizer que eu “não penso pela minha própria cabeça”, como acabou de fazer o jorge a., é um insulto de índole pessoal?

  13. Caro Tsss,

    O insulto pessoal que referi foi retirado por mim do comentário do Mário Vicente. Não quis apagar o comentário todo, mas certamente o farei numa próxima possibilidade. Este tipo de debates só fazem sentido se as pessoas se respeitarem…

    Numa discussão acalorada pode-se dizer coisas dessas.. Ou seja, estava a dizer que as suas ideias viriam de outro lado. Considera isso um insulto? Obviamente espero que se mantenha um debate elevado, baseado somente nas ideias de cada um. Eu acho que na esmagadora maioria tem-no sido. Mas sabemos que nem sempre é possível, infelizmente.

    Abraço

  14. Caro Mário Vicente,

    O que porventura não saberá, e saberia se simplesmente fosse à CNN, é que esses economistas que cita apoiaram o plano McCain em Março e Abril a troco de umas linhas soltas: o plano baixará os impostos por exemplo. Faça uma google search e descobrirá quantos deles desertaram em público nos 2 dias seguintes à divulgação do plano. Acusando a campanha de McCain de lhes ter omitido os promenores específicos que eles nunca apoiaram porque nunca leram.
    Já agora, você não me conhece. Mande-me um mail ou vá ao meu blogue quando quiser discutir as minhas credenciais.

    Caro tsss, tsss

    Há apenas uma razão para o seu post ter sido apagado do meu blogue: sob a capa do anonimato (porque eu permito todo o tipo de comentários, assinados ou não) você escolheu o tom do insulto pessoal. De resto o post ainda lá está e é livre de inserir o seu comentário se elimirar os insultos e se identificar.
    Em todo o caso, está errado e eu discordo de si. O que disse nesse post mantenho. A sondagem do Colorado subestimava Obama. É factual. Eu compreendo que haja insucesso escolar a Matemática. Mas não sabia ser o seu caso: as contas ali não eram difíceis de fazer. Ademais, se você tivesse lido o post Likely Voters e Registered Voters perceberia porque estavam errados os pollsters naquele caso. Mas você optou por não discutir: insultou e fê-lo sobre o anonimato. E eu com isso não lido.

    Mas manteria a discussão como mantive com outras pessoas no meu post sobre Palin e a Nato. Porque ninguém insultou ninguém, simplesmente divergimos.
    Quanto ao que você diz, eu já o desafiei a mostrar-me onde Obama era contra o comércio livre. Eu posso mostrar-lhe onde é que o McCain disse que não percebia de Economia. Há videos no youtube a atestar essas afirmações. Continuo à espera das suas evidências….
    A única opinião que você consegue exprimir para esgrimir é que o Obama é contra o comércio livre. Mas você conhece alguém que seja a favor na política? Sabe o que é a Política Agrícola Comum? Eu escreverei um post sobre o assunto, porque este já vai longo. Mas já lhe disse, e mais uma vez você não respondeu, que o comércio não é livre desde logo quando se faz entre parceiros em que um pratica dumping social. Ou duvida que o dumping social seja uma tarifa aduaneira escondida?

    Por fim, os argumentos de autoridade. O analfabetismo funcional também dá para não perceber o que os outros escrevem. Daí preferir a Straight Talk McCain-Palin. Sabe porquê? O que eu disse foi que tendo passado a 11 anos da minha vida adulta a estudar economia, podia dizer que não era uma área em que limitações físicas impedissem a compreensão. Não é como teclar a um computador! Percebe agora a metáfora? Tenho pena se sofre de complexos de inferioridade. Nunca no meu argumento eu disse: tenho razão porque sou doutorado em Economia.

    NOTA FINAL: As minhas desculpas ao Nuno por ter de me defender no blogue dele. Percebo e compreendo se ele quiser apagar isto tudo.

    Carlos Santos

  15. “A sondagem do Colorado subestimava Obama. É factual.”

    Não, não é. O seu ponto é que subestimava Obama porque a estratificação etária estava mal feita: os eleitores com + de 65 anos são 10% da população do Colorado e eram 15% da amostra. O problema é que está errado, como é fácil de perceber:
    – os eleitores mais idosos votam em taxas mais altas.
    – sendo 10% da população, são mais de 10% da população eleitoral
    – nas últimas presidenciais, 20% dos votantes no Colorado tinham mais de 60 anos.

    Já percebi que o Carlos Santos entende como “Um insulto” quando alguém o acusa de cometer um erro de principiante. Estamos conversados.

    “Quanto ao que você diz, eu já o desafiei a mostrar-me onde Obama era contra o comércio livre.”

    CONCORD, N.H. — At a campaign stop here on Wednesday, presidential candidate Barack Obama took a hard line on the import of toys from China, saying that he now favors an outright ban.

    “I would stop the import of all toys from China. Now I have to say, that’s about 80 percent of toys that are being imported right now,”

    De resto, aconselho-o a visitar o site da CATO. Eles têm um óptimo resumo das posições dos candidatos sobre o comércio livre:

    Ou leia este artigo:

    http://www.mgwashington.com/index.php/news/article/on-free-trade-big-differences-between-mccain-obama/1322/

    On Free Trade, Big Differences Between McCain, Obama
    By Sean Mussenden

    WASHINGTON-Recent international trade deals have given Americans easy access to cheap clothes and DVD players while sending manufacturing jobs in North Carolina, Ohio and Michigan overseas.

    John McCain loves these deals. Barack Obama, not nearly as much.

    With talk of the souring economy dominating the presidential election, free trade has emerged as a key debate point in the battle for the White House.

    “There’s a stark contrast between the two major presidential candidates on trade, probably the starkest we’ve seen in decades,” said Dan Griswold, director of the Center for Trade Policy Studies at the Cato Institute, a libertarian think tank that supports free trade.

    “McCain is an unabashed free trader,” he said. “Obama has a much more skeptical view about trade liberalization.”

  16. Caro Tsss Tsss,

    já percebi que está convicto que McCain percebe muito de computadores e internet, a nossa opinião diverge e a minha coincide com a de McCain, mas ok. Continua sem explicar é esta associação:

    “a campanha suja e imunda do Obama, atacando as deficiências físicas causadas por espancamentos diários de um prisioneiro de guerra”

    Ou a seguinte frase:

    “O homem está completamente de cabeça perdida… que vergonha…”

    A sua retórica mistura factos, com opiniões extremamente subjectivas e apreciações pessoais negativas à pessoa de Obama, e depois diz isto:

    “Dizer que eu “não penso pela minha própria cabeça”, como acabou de fazer o jorge a., é um insulto de índole pessoal?”

    De facto a frase que introduzi no meu comentário foi abusiva e em nada ajuda ao debate. Mas também já percebi que o Tsss Tsss gosta mais de levantar poeira do que outra coisa. Por mim, i’m out.

    Caro Carlos,

    quando diz ao Tsss Tsss: “Eu posso mostrar-lhe onde é que o McCain disse que não percebia de Economia.”

    Tenha cuidado, que o Tsss Tsss logo lhe explica que tal foi o “self-deprecating humour do McCain” a funcionar. De resto deixe-me dizer que, apesar de tudo, não percebo o seu ponto, porque nada no plano de McCain, bem como no plano de Obama, saiu da cabeça deles, mas sim dos conselheiros económicos de ambos.

  17. “Caro Mário Vicente,

    O que porventura não saberá, e saberia se simplesmente fosse à CNN, é que esses economistas que cita apoiaram o plano McCain em Março e Abril a troco de umas linhas soltas: o plano baixará os impostos por exemplo. Faça uma google search e descobrirá quantos deles desertaram em público nos 2 dias seguintes à divulgação do plano.”

    De facto, basta fazer um google search. Rapidamente se descobre uma MENTIRA do Carlos Santos.

    Todos os economistas citados subscreveram o plano económico de McCain a….

    7 DE JULHO!!

    http://www.johnmccain.com/Informing/News/PressReleases/c90681b9-5dfe-4de4-8057-ceedb30c228d.htm

    Este nível de má-fé é inacreditável….

  18. “Caro Tsss Tsss,

    já percebi que está convicto que McCain percebe muito de computadores e internet, a nossa opinião diverge e a minha coincide com a de McCain, mas ok.”

    Você está a dizer que os artigos citados são mentirosos?

  19. “Obama porque a estratificação etária estava mal feita: os eleitores com + de 65 anos são 10% da população do Colorado e eram 15% da amostra”

    Pela última vez: releia o post likely vs. registered voters no Valor das Ideias, e percebe porque é que a sobrerepresentação do eleitorado mais idoso é uma estratificação mal feita nesta campanha.

    “given Americans easy access to cheap clothes and DVD players while sending manufacturing jobs in North Carolina, Ohio and Michigan overseas.”

    Você sabe e onde são produzidos esses equipamentos? Reformulando, sabe o que é dumping social? Sabe o que diz o Tratado de Roma sobre Dumping, por exemplo?

    O mal destes iniciados é que eles tomam por certo que estão na luz.

  20. “eleia o post likely vs. registered voters no Valor das Ideias, e percebe porque é que a sobrerepresentação do eleitorado mais idoso é uma estratificação mal feita nesta campanha.”

    Eu sei o que são LV e RV. À medida que nos aproximamos das eleições, as sondagens utilizarão cada vez mais o 1º modelo. Esteja descansado que as empresas de sondangens utilizam métodos de screening sofisticados.

    A questão é esta: quantos eleitores com + de 65 anos votarão no Colorado? A PPP e todas as outras empresas de sondagens, prevêm entre 15 e 20%. O Carlos Santos acha que serão menos, sabe-se lá porquê.

    “Reformulando, sabe o que é dumping social? Sabe o que diz o Tratado de Roma sobre Dumping, por exemplo?”

    Sei. Eu sou pro free-trade, não pro “fair-trade”, uma forma de mascarar o proteccionismo económico.

    “O mal destes iniciados é que eles tomam por certo que estão na luz.”

    Quando lhe for possível, se é que o é, agradecia que parasse com essa condescendência arrogante e mal-educada para que a conversa possa prosseguir em tons civilizados. Não estou habituado a discutir com pessoas que chamam aos outros “iniciados”, “inenarráveis”, etc.

    De resto, registe-se que o Carlos Santos aceitou que estava a mentir sobre a questão dos economistas.

  21. “De resto, registe-se que o Carlos Santos aceitou que estava a mentir sobre a questão dos economistas.”

    QUANDO????

  22. Caríssimo tsss, tsss

    Passo a transcrever:
    Huffington Post, 11 Julho 2008

    “Three times in the past two days, Sen. John McCain has proclaimed that 300 economists have enthusiastically endorsed his “Jobs for America” economic plan. The number, line, and message are highly misleading.

    On Wednesday, Politico reported that a handful of those 300 had expressed reservations with McCain’s “policy prescriptions.” One wasn’t even supporting the Arizona Republican for president.

    Nevertheless, McCain again touted the support of the economists during a townhall event last night. So the Huffington Post decided to dig in a bit further, sending emails to roughly 150 members of the list. The response, from roughly a fifth of that group, was telling. Many of the economists whom McCain cited were generally supportive of his economic goals. But their support was tempered by strong objections towards specific proposals as well as deeper skepticism to the non-economic components of McCain’s candidacy. Many felt compelled to clarify that their show of support for the Arizona Republican’s economic proposals shouldn’t be misinterpreted as an endorsement of his presidential campaign.

    “Yes, I support the Jobs for America policy proposal, especially a simplified tax code, lower restrictions on trade, and energy development,” said Michael Connolly, Professor of Economics, University of Miami. “[But] I am worried that continuing the wars in Iraq and Afghanistan will tear apart our social fabric and defeat any economic proposal to reduce the deficit and stimulate growth. Guns are crowding out butter.”

    This past week, the McCain campaign presented the list of the economists as backing a general statement outlining the Senator’s economic objectives. But when asked to weigh in on specific proposals — as opposed to the 403-word executive summary — many in the group shuddered. Among individual policies, McCain’s idea of a gas tax holiday was the one most scoffed at with nary an economist offering a defense.

    “It would do nothing but increase the quantity demanded – and it wouldn’t increase supply,” wrote Dave Garthoff of the University of Akron. “So price would just go back up again until demand and supply approached equilibrium, and everyone would blame the oil companies.”

    Others, meanwhile, said they were not supportive of McCain’s pledge to balance the budget by 2013. “No, I think some flexibility to run deficits and surpluses, although I agree that the deficit is too large,” said Glenn MacDonald, Distinguished Professor of Economics and Strategy at Washington University in St. Louis.

    Se você achar o Huffington Post suspeito, eu pergunto porque é que a SUA fonte de informação é o site de campanha de McCain.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: