Publicado por: Nuno Gouveia | Setembro 23, 2008

Bill Clinton novamente a “defender” Palin

O papel do antigo presidente nestas eleições poderá ser um sério study case. Um dos mais brilhantes políticos da sua geração, Clinton esforçou-se em ajudar a nomear a sua esposa candidata democrata a estas eleições. Na memória ficam as suas gaffes das primárias, mas também as suas muitas intervenções críticas em relação a Barack Obama.

Veja-se esta frase sobre Sarah Palin, proferida ontem à noite: “Why say, ever, anything bad about a person? Why don’t we like them and celebrate them and be happy for her elevation to the ticket? And just say that she was a good choice for him and we disagree with them?”.

Bill Clinton compreende as repercussões das suas palavras, e ao defender Palin está a criar obstáculos a Obama. Ele esta semana já tinha elogiado Palin, dizendo que compreende bem o sucesso que a Governadora do Alaska está a ter. Clinton foi único democrata que teve uma presidência bem sucedida desde a década de 60. Assumiu uma postura centrista, e de não confrontação com a América da religião e dos valores. A sua vitória em 1996 teve o voto de muitos conservadores.

Estas declarações podem ter duas interpretações: Bill Clinton compreende que a mensagem que Palin transmite ao eleitorado americano é eficaz, e pretende dar um conselho à candidatura de Obama: a outra, mais perversa, é que está a criticar a estratégia delineada por Obama e com isso, a ajudar os republicanos.

Mas há uma coisa que não tenho dúvidas: Ele não gosta do candidato democrata. Mesmo depois do seu discurso de apoio na Convenção Democrata, do encontro que mantiveram na semana passada, ou dos comícios em que vai participar em nome de Obama, não tenho a menor dúvida do desprezo que Bill tem por Barack Obama. E isso sente-se nas diversas declarações que vai tendo.


Responses

  1. E no entanto no início parecia o contrário. Várias vezes disse nas primárias que gostava de Obama, só que achava que a Hillary mais bem preparada. Julgo que só com o azedar das primárias é que foi assumindo uma postura mais crítica.

  2. Sim. Acredito que Clinton terá desenvolvido essa opinião de Obama durante as primárias. Mas acho incrível que ele dê esses tiros nos pés. Se Obama perde, e alguém se lembra que Bill Clinton terá tido alguma coisa a ver com isso, isso poderá impossibilitar as hipóteses de Hillary em 2012. E por isso o casal Clinton tem de dar mostras públicas que quer a vitória de Obama. E não basta aparecer em campanha. Este tipo de comentários não são benignos. Mais vale estar calado.

  3. Meu caro Nuno, eu espero que quando se refere ao “único presidente Democrata bem-sucedido” quisesse dizer “depois da década de 70” e não de 60! Senão vamos ter aqui uma zanga por causa do JFK e do LBJ! 🙂

  4. A era do Clinton ardeu-se, tal qual do M. Soares

  5. Caro JGA,

    Sem dúvida. Ou seja, depois dessa década, da presidência de Johnson.

  6. Caro Nuno Gouveia,

    A “estratégia” dos Clinton é obviamente uma no cravo e outra na ferradura. O resultado “ideal” seria sempre uma derrota do Obama para a Hillary se poder candidatar em 2012… e poder dizer que, contra uma mulher – porque salvo imprevistos e se os Republicanos ganharem, Palin será candidata a Presidente em 2012 – só outra mulher. Mas uma verdadeira “feminista” como ela.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: