Publicado por: Nuno Gouveia | Outubro 2, 2008

Crucial…

O debate entre candidatos a Vice-presidente raramente é mais do que apêndice na história de uma campanha presidencial. Mas o confronto entre Joe Biden e Sarah Palin poderá constituir uma excepção depois desta noite. E tudo por culpa da inabilidade demonstrada até ao momento pela Governadora do Alaska. A sua única vantagem é que tem nela depositadas expectativas tão baixas, que uma prestação razoável, sem gaffes e momentos embaraçosos, pode transformar-se num triunfo perante os eleitores. E John Mccain bem precisa de vitórias, depois de semanas terríveis.

No debate da última sexta-feira, a audiência foi estimada em 60 milhões de pessoas. Mais de 3000 jornalistas estão credenciados para este debate, o que já constituí um recorde. Não me admirava que os números de telespectadores hoje fossem idênticos, o que seria impressionante. O público americano deverá estar com muita curiosidade de ver em directo Sarah Palin, que tantas noticias tem gerado nos media. E repare-se: depois desta noite, Palin ficará para a história destas eleições: como uma política inexperiente, sem conhecimento nem qualidades para actuar na política nacional (que neste momento é o cenário mais provável) ou como uma jovem governadora do Alaska que teve a capacidade de transformar adversidades terríveis a seu favor. Este será um debate sobre a prestação de Palin. Para Joe Biden está reservado o papel de actor secundário.

Sarah Palin é uma novata na política nacional. No seu estado natal poderá ter tido prestações notáveis em debates contra os seus opositores, mas isso pouco lhe valerá ao ser confrontada com o experiente Joe Biden. Discutir os problemas do Alaska não é a mesma coisa que abordar a crise financeira de Wall Street ou a situação do Médio Oriente. A atenção mediática que se abateu sobre ela, desde a sua nomeação, tem sido a sua força e fraqueza. Já foi heroína, mas agora é a vilã. Já foi o elo essencial para a subida de Mccain nas sondagens, mas agora é uma das responsáveis pela queda do ticket republicano. As suas entrevistas a Katie Couric e Charlie Gibson suscitaram um coro de críticas, muitas delas vindas do interior do Partido Republicano. E sejamos justos, ela deixou muito a desejar para uma candidata a VP. A falta de conhecimento de certos dossiers e a falta de preparação para lidar com perguntas “manhosas”, enfureceu muita gente. A própria estratégia de blackout parcial aos media, por parte da campanha de Mccain, também não foi eficaz. Antes pelo contrário.

Nos últimos dias, Palin esteve retirada no Arizona a preparar o debate, acompanhada por Steve Schimidt, chief strategist de Mccain e ainda Tucker Eskew, Nicolle Wallace e Mark Wallace, veteranos das campanhas de George W. Bush. Esta será a última oportunidade para impressionar o eleitorado americano. Uma prestação humilhante terminará abruptamente com a carreira política de Palin no palco nacional. E mais importante do que isso, muito provavelmente com as aspirações de Mccain chegar à Casa Branca.

O Senador do Delaware está em Washington há mais de 30 anos e, segundo vi nas as primárias, é muito bom a discutir nestes palcos. As suas gaffes são conhecidas, mas nos últimos dias têm sido empoladas. Biden por vezes solta-se e diz algumas barbaridades. Ou diz que os seus próprios anúncios são terríveis, ou que Roosevelt falou à televisão. Mas Joe Biden é eficaz em campanha, e pode-se dizer que tem cumprido o seu papel de candidato a VP. Obama deve sentir-se satisfeito com a sua prestação até ao momento. Esta noite, pode oferecer mais um contributo positivo. E a tarefa não é muito difícil. Se conseguir controlar a sua língua, é meio caminho andado para a vitória.

Biden também teve uma agenda mais leve esta semana. Esteve acompanhado por David Axelrod, e ainda por Anita Dunn e Ron Klain, membros da campanha de Al Gore em 2000. O Senador também esteve “treinar” a governadora do Michigan, Jennifer Granholm, para retirar ideias da forma como se debate com uma mulher. E também conversou com as senadoras Hillary Clinton, Dianne Feinstein e Barbara Boxer. O pior que poderia acontecer a Biden é ser condescendente ou sexista com a sua adversária.


Responses

  1. As baixíssimas expectativas em torno do desempenho de Sara Palin somente a favorecem.

    Assim, um desempenho apenas sofrível vai ser considerado uma vitória e a prova que faltava das capacidades de liderança da senhora governadora…

    Miguel Direito

  2. Sem ser um comentário directo a este post. Só para chamar a atenção a este artigo no yahoo sobre “October surprise”, nas anteriores eleições e o que poderá vir por aí para este ano.

    http://news.yahoo.com/s/ap/20081002/ap_on_el_pr/october_surprise

    Pareceu-me bem interessante.

  3. A grau de irritabilidade do eleitor americano hoje faz com que qualquer forma de mediocridade seja alvo de sua rejeição. Então você ñ pode parecer despreparado(a) num momento econômico como este. Em outros momentos da história dos EUA as asneiras de Sarah seriam interpretadas como uma coisa “fofa”, mas hoje meu amigo… Isso é puro desrespeito com a inteligência dos ouvintes.

    Abraço

  4. “As suas entrevistas a Katie Couric”

    Como o vazio sobre as decisões do Supreme Court?
    http://edition.cnn.com/video/#/video/politics/2008/10/02/ec.cbs.interview.cnn

    E antes sobre a incapacidade de dizer o nome dos jornais que lia (Que são muiots, diz ela. Diga um, não me lembro).

    Fantástica.

  5. Tenham calma..a barbie candidata vai fazer o seu papel.

  6. Meu caro, eu deixo apenas o link ao que Joe Lieberman acabou de dizer: http://ovalordasideias.blogspot.com/2008/10/lieberman-palin-should-avoid-iq-test.html. Do melhor que tenho ouvido.

  7. Joe Lieberman disse que Sarah deve evitar um IQ test. Ele saberá porquês.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: