Publicado por: Nuno Gouveia | Outubro 3, 2008

Mccain retira do Michigan

A campanha de John Mccain está na defensiva. O Michigan, estado em que os democratas estiveram envolvidos em trapalhadas durante as primárias, era um dos alvos preferenciais dos republicanos. Mas ontem foi anunciado pela campanha de Mccain que iriam retirar do “ar” anúncios televisivos e deixar de realizar acções de campanha no estado. Isso significa que Mccain compreendeu que não tinha reais hipóteses de vencer, e como os recursos são limitados, apontou as baterias para outros lados.

Segundo Mike DuHaime, director político da campanha de Mccain, vão direccionar as baterias para a Pennsylvania, Wisconsin e Minnesota, e tentar “roubar” um voto eleitoral no Maine. Este é um dos dois estados (o outro é Nebraska) que não adopta o sistema “Winner Takes All”.

Isto significa que o caminho para a Casa Branca está muito limitado para Mccain. Enquanto Barack Obama está a competir, e na maior parte das vezes a liderar, em muitos estados que votaram Bush em 2004 (OH, FL, VA, NC, IN, MO, NV, CO, IO), Mccain limita-se a jogar à defesa, e a “atacar” poucos estados de Kerry (NH, PA, WI, MN), sendo que, por agora, não parece ter grandes hipóteses, à excepção do New Hampshire.


Responses

  1. é simples, …
    as probabilidades de Mccain ganhar as eleições são 10%…mas 10% é valor…logo a ver vamos as surpresas que irão surgir concerteza.

  2. Sarah Palin, como se lê num link do meu blogue, aparentemente não gostou da decisão.
    Eu só pergunto: retirando do Michigan, não poderia McCain deveria McCain retirar também da PA?

  3. Por vezes em alturas de crise há que reunir as hostes para se poder mobilizar de novo o exercito. A ver vamos se isto será uma boa estratégia para McCain. Duvido que vá fazer alguma diferença, neste momento penso que ja existe uma dinamica imparável para a vitória dos democratas.

  4. Caro Carlos,

    Não me parece que Mccain possa retirar da PA. Isso seria um sinal de derrota clara. E apesar de concordar com o Paulo Pinto, Mccain tem de continuar a demonstrar que pode vencer. E em cinco semanas muito pode acontecer em politica.

    Abraço

  5. Achei muito interessante as reticencias do Partido Democrata no Michigan relativamente à saída do GOP. Eles alegam que a saída do Michigan é apenas um expediente para entrarem os grupos independentes afectos ao GOP para fazerem a campanha mais negativa com à vontade.

    PS: Parabéns pelo Blog, Nuno

  6. Caro João Pereira,

    Obrigado. Parece-me que o GOP irá começar uma devastadora campanha negativa contra Obama. E é provável que os grupos independentes sejam os principais responsáveis desta campanha. O jogo vai ficar feio…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: