Publicado por: Nuno Gouveia | Outubro 27, 2008

Recta final

Obama surge a oito dias com uma vantagem que certamente não contava há dois meses. Mas a verdade é que apenas uma hecatombe eleitoral lhe retirará a vitória para a Casa Branca.

John Mccain está a apostar tudo em dois aspectos: impostos e liderança. São os dois únicos argumentos que lhe restam. Com a questão dos impostos, pretenderá encostar Barack Obama à esquerda, e os seus comentários “marxistas” de “spread the wealth”. Neste assunto, hoje até teve a ajuda da descoberta de uma entrevista de 1991, onde Obama falava em redistribuir a riqueza. Mais um golpe da pequena política, portanto. E depois, tem de relembrar os eleitores que estão a eleger um líder para o país em tempo de guerra. Sendo a política externa um dos poucos tópicos em que os americanos preferem John Mccain e Barack Obama, o candidato republicano tem de continuar a apostar neste tema. Por muito que não lhe liguem.

Sobre este tema, ler o artigo de William Kristol no NY Times.


Responses

  1. Obama realmente quer realmente espalhar a saúde, mais concretamente alargar o acesso a ela, mas creio que quererias dizer “spread the wealth”🙂.

  2. Acho que Obama está usando o fato de ser o único candidato negro à presidência de um país relativamente racista para se aproveitar da situação. Particularmente, se eu votasse nessa eleição não votaria em Obama. Ele está sendo apelativo demais. Possa ser até que esteja errada, mas não creio que ele vá fazer uma boa presidência caso seja eleito. Possa ser até um “novo Bush”. Uma espécie de “pau-mandado.”

  3. Caro João André,
    Bem visto. Foi um erro meu. Apesar de teres razão, pois ele de facto pretende espalhar a saúde, mas não era propriamente isso que queria dizer…

    Aline,
    Obama está a ter uma vantagem no voto afro-americano. Mas todos os candidatos democratas sempre tiveram essa vantagem. A diferença é que os negros estão a votar em maior número neste ciclo eleitoral.

  4. Remar contra a corrente, ter opiniões exóticas sobre os motivos da liderança de Obama fazem parte do jogo democrático, mas se até os mais ortodóxicos republicanos reconhecem a superioridade de liderança de Obama, temos que ter cuidado para não parecer um(a) pateta solitário que ñ acredita que a terra é redonda.

    Abraço à todos!

  5. Uma TV brasileira divulgou, ontem à noite, que a diferença de Obama sobre McCain estava reduzida a 5%. Por que esse blog não divulga essa nova sondagem?

  6. Maria:A Rede Globo deixa muito a desejar na cobertura da eleição Americana..ela não divulga as demais sondagens e médias ponderadas feitas por outros Institutos..esse blog é o melhor da Terra para se manter atualizado.

  7. Quase me bateram quando falei mal das transmissões feitas para TV‘s do meu país. Eu prefiro 1000 vezes acompanhar aqui no fórum as sondagens que incluem Zogby também. Fora isso CNN, BBC TV, e outros canais de fora.

    Abraço à todos!

  8. Obama na pesquisa deste link chegou a estar 9 pontos atrás de MacCain. Veja quanto ele está agora:

    http://www.gallup.com/home.aspx

  9. Cara Maria Vilani,
    Essa é uma de muitas sondagens que têm saído. Eu sempre questionei a divulgação de sondagens nacionais individuais, por podem ser enganadoras do estado da corrida. O mesmo disse aqui quando uma sondagem dava 14% de Obama à frente, e que teve um enorme destaque nos media nacionais. Para ver se Mccain realmente está a reduzir a desvantagem, é melhor esperar por mais dados. Os media por vezes gostam de contar eles próprios a sua narrativa, não ligando muito à realidade.

  10. Prezado Nuno,

    Pois aguardemos novos dados. Gostaria muito que fosse uma realidade e que McCain ganhasse a corrida presidencial. Vejo que os Estados Unidos ficarão mais vulneráveis a novos ataques terroristas, se Obama chegar à presidência.

  11. Maria:

    Se quer acompanhar as sondagens clique no link que o Nuno nos oferee da Real Clear Politics. Efectivamente ha hoje 2 sondagens que dao McCain apenas a pontos de Obama . A Rasmussen?Fox e a Reuters/Zogby. Esata ultima ha 3 dias atras dava 10 pontos para Obama.

    Sera a margem de erro das sondagens ou a tese do socialismo esta a resultar?

  12. Fernando:

    Veja este comentário sobre uma pesquisa favorável ao candidato republicano, divulgada ontem:

    26/10/2008 – 08h54
    Liderança de Obama na disputa presidencial cai para cinco pontos
    Publicidade
    da Folha Online

    A liderança do candidato democrata à Presidência dos EUA, Barack Obama, sobre o rival republicano, John McCain, caiu para 5%, segundo pesquisa Reuters/C-SPAN/Zogby divulgada neste domingo.

    Obama segue na frente com 49% das intenções de voto, enquanto McCain tem 44% entre prováveis eleitores, em sondagem com margem de erro de 2,9%. A liderança de Obama caiu nos últimos três dias, após atingir o pico de 12% sobre o republicano na quinta-feira (23).

    Alex Brandon/Amy Sancetta/AP

    A 9 dias da eleição, Obama aparece à frente de McCain com vantagem de 5 pontos, segundo pesquisa Reuters/C-SPAN/Zogby
    Entre as sete as pesquisas nacionais divulgadas na sexta-feira (24), o democrata liderava em todas, sendo 10% a sua maior vantagem –52% a 42%, na sondagem Reuters/C-SPAN/Zogby.

    “As coisas estão pendendo de volta para McCain. Seus números estão aumentando e os de Obama estão caindo em uma base diária. Parece haver uma correlação direta entre isso (mudança nas pesquisas) e McCain falando sobre economia”, disse o pesquisador John Zogby.

    Obama, 47, tomou a liderança na maioria das pesquisas nacionais nas últimas semanas, enquanto a crise financeira e a queda das ações se tornam o centro das atenções antes da eleição do dia 4 de novembro.

    McCain, 72, pareceu lento para responder às propostas econômicas de Obama, mas nos últimos dias ele passou a enfatizar as políticas econômicas de sua própria campanha. Neste sábado, o republicano alertou os eleitores sobre os perigos do que ele considerou uma tomada democrata da Casa Branca e do Congresso.

    Obama segue tentando relacionar as propostas de McCain à política do presidente, George W. Bush, que enfrenta baixa aprovação popular.

    Classe média

    A liderança de Obama entre eleitores que ganham menos de US$ 35 mil por ano continua alta, com cerca de 70% das intenções de voto do segmento. Mas McCain, que antes aparecia com forte apoio apenas dos americanos de alta renda, agora começa a liderar entre eleitores de todos os grupos de renda igual ou maior que US$ 35 mil.

    Obama ainda têm sólida liderança, ainda que um pouco menor, sobre dois importantes grupos que podem ter papéis decisivos no pleito. Entre independentes, ele tem 14 pontos de vantagem, após um pico de 29%. Mulheres também continuam apoiando Obama por uma margem de 14% –na semana passada, a diferença era de 20%.

    McCain, que já ficou 4 pontos atrás entre eleitores homens, agora tem uma vantagem de 4% –48% a 44%. E 12% a mais de brancos apóiam McCain, mais que os 6% de sexta-feira (24).

    O independente Ralph Nader e o libertário Bob Barr receberam apoio de 1% cada dos entrevistados. Cerca de 3% dizem seguir indecisos.

    A pesquisa entrevistou 1.203 prováveis eleitores no pleito do próximo dia 4.

    Com Reuters

    Leia mais

    McCain adverte rival por “excesso de confiança”; Obama zomba de republicano
    Bush vota pelo correio em McCain, que quer distância
    Voto antecipado favorece Obama e diminui chances de McCain
    A 11 dias da eleição, Obama lidera em todas as pesquisas nacionais
    McCain teve encontro com Pinochet nos anos 80
    Especial

    Leia o que já foi publicado sobre as eleições nos EUA
    PUBLIEDITORIALLIVRARIA DA FOLHA

    Entenda os EUA, sua história, política externa, a CIA, o dólar e as guerras
    Livro compara BRASIL e EUA e analisa evolução histórica, econômica e social de cada país
    Veja mais de 100 livros de R$ 1,99 a R$ 9,90; há viagens, filhos, carreira e receitas
    Professor Pasquale ensina PORTUGUÊS em livros a partir de R$ 4,90
    Série com CDs ensina inglês, francês e mais 5 idiomas em 15 minutos ao dia
    Comentários dos leitores Ocultar
    Exibir
    Jose Nunes Rodrigues Filho (395) 27/10/2008 14h44
    Jose Nunes Rodrigues Filho (395) 27/10/2008 14h44
    Bem que eu desconfiava desse cristianismo fajuto de Hussein !
    Não era de se admirar porquê apoia o homosexualismo e o aborto !!!
    Será que isso também passava na mente de L. King ?
    Nem de longe. sem opinião

  13. Caro nuno
    deixo aqui 3 links para fiel inimigo

    http://fiel-inimigo.blogspot.com/2008/10/futurologia-obama.html

    http://fiel-inimigo.blogspot.com/2008/10/obama-safa-se.html

    http://fiel-inimigo.blogspot.com/2008/10/maquiavlico-ou-esquerdista.html

    abraço

  14. Não se deixem enganar pelas sondagens. O importante é compreender o sistema eleitoral americano, onde o candidato ganha 100% dos votos do colégio eleitoral de um determinado Estado, mesmo se a diferença for de 0,00001%. O importante mesmo é terem a noção de qual a possibilidade de um e outro vencerem naqueles Estados que realmente decidem as eleições nos Estados Unidos.

    Vejam o site da CNN – http://www.cnn.com/ELECTION/2008/calculator/

    Aqui é feito o cálculo previsto de Grandes Eleitores, sendo que neste momento, segundo sondagens, realizadas Estado a Estado, Obama tem 192 Grandes Eleitores praticamente garantidos – grandes diferenças nas tendências de voto – e McCain tem 122 garantidos. O número a atingir para ganhar as eleições é de 270 eleitores.

    Obama está muito mais próximo de o conseguir.

    Abraço fraterno

  15. Mas oh Maria tem alguma logica vir praqui colar noticias de jornais Brasileiros? E já agora os Estados Unidos ficarão mais vulneráveis a novos ataques terroristas é se continuarem com a mesma politica, nao é se ganhar este ou aquele!

  16. Sarah Palin reconhece que está errada, vejam:

    http://colunistas.ig.com.br/fronteiralivre/palin-volta-a-usar-as-velhas-roupas/

  17. Joaquim:

    Para você teria lógica se a notícia favorecesse o candidato democrata. Tome algum calmante e leia a pesquisa Reuters de domingo.

  18. Caro Joaquim,
    A Maria colocou noticias de jornais brasileiros. Não vejo mal nenhum nisso, antes pelo contrário. Tenho lido informação muito pertinente na imprensa brasileira…..

    Abraço

  19. Sei la se a noticia favorece um ou outro, acha q eu li a noticia? Apenas acho q noticias desses jornais nao deviam ser aqui publicadas.

  20. Joaquim: Qual é o seu problema com o Brasil?

  21. Eu nao tenho nenhum problema com o Brasil, apenas nao confio nos vossos meios de comunicaçao.

  22. Joaquim: Respeito sua opinião, mas isso não significa que esteja certo em discriminar qualquer país em um Blog que assume uma postura política eclética e visitada não só por seus compatriotas, mas, por vários outras nações. Se tentou consertar o erro, eu lamento, vc. piorou a situação. Não esqueça que terá de conviver com a diversidade goste ou não goste dela.

    Abraço à você!

  23. Se eu estiver falando mal do vinho do Porto, ainda assim estou falando mal de seu país o que é um absurdo em um BLOG MUNDIAL.
    Abraço

  24. Lamentável os comentários do Joaquim. Gosto muito da cobertura portuguesa da eleição e de vários meios de comunicação seus, mas nem por isso desvalorizo os do Brasil. Meu país…

  25. amo a cobertura portuguesa sobretudo este blog, mas a do Brasil também é muito boa, com jornalistas extremamente competentes, muitos deles direto dos EUA…nessa vc foi mal joaquim

  26. Eu também sou fã do jornalismo brasileiro. Tem excelentes profissionais e costumo consultar vários sites. Quando estive no Brasil, gostei muito de ler algumas revistas, como a Veja, por exemplo. E costumo ler o muitos blogues brasileiros. Pode ser um jornalismo mais aguerrido, e por vezes mais parcial, mas não deixa de ter excelentes profissionais.

  27. Credo!

    “Qué passa”?

    Os jornalismo Brasileiro tem excelentes profissionais!
    Têm aquele “jeitinho” charmoso que alguns Europeus acham demasiado “alegre” e que eu acho muita das vezes uma mais-valia, aliás,
    acho-os mais semelhantes, na abordagem dos temas, ao do jornalismo Americano ( por vezes mais incisivo e quiça, também por vezes mais parcial…).

    Caro João Branco,

    Quão pertinente é o seu “lembrete”, quanto à especificidade do sistema eleitoral
    Norte-Americano.

    Mas, Obama parece ter uma posição muito mais sólida.

    Saudações a todos!

  28. Vai catar coquinho Joaquim!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: