Publicado por: Nuno Gouveia | Outubro 28, 2008

Plot Against Obama

Desde o inicio desta campanha que há pessoas que têm “pesadelos” com o possível assassinato de Barack Obama. Eu uso esta palavra, porque a América de 2008 não é a mesma que assistiu aos assassinatos de Jack e Bobby Kennedy e de Martin Luther King. O nível de segurança dos presidentes americanos aumentou muito desde a tentativa falhada de Ronald Reagan em 1981, e Barack Obama recebe, desde o inicio do ano passado, segurança ao nível de um Presidente. Eu não duvido que haja radicais e extremistas que gostassem de repetir os feitos de ódio dos anos 60. Mas o nível de segurança hoje é totalmente diferente.

No entanto, hoje foi notícia, pela segunda vez nesta campanha eleitoral, que as forças de segurança prenderam pessoas que planeavam o assassinato de Barack Obama. Dois jovens nazis foram presos no Tennessee, por terem proferido ameaças contra o candidato democrata à Casa Branca, noticiou a Lusa. De acordo com a acusação do Departamento de Justiça, os jovens tencionavam matar 102 negros, e por último, assassinar Barack Obama. Daniel Cowart, de 20 anos, e Paul Schlesselman, de 18, tinha pronunciado ameaças contra a vida de Obama. Veja-se o plano destes malucos, e analisemos as possibilidades de sucesso: Eles pretendiam assaltar uma loja de armas, e depois matar 88 negros e decapitar outros 14. 88 negros porque significa “HH”, oitava letra do alfabeto e quer dizer “Heil Hitler”, e 14 porque alude às 14 palavras do slogan racista “Temos de proteger a sobrevivência da nossa raça e o futuro das crianças brancas”. O plano incluía ainda morrer a tentar matar Obama, enviando um carro contra o do Senador do Illinois, e disparar de seguida pela janela do carro. Quando foram detidos, estavam com várias armas ilegais.

Acredito que haja radicais que desejam matar Barack Obama. Como haverá outros malucos que gostassem de matar um presidente americano. Mas com o nível de segurança que rodeia estes políticos, é quase impossível, como temos visto nos últimos anos. E nunca seriam uns malucos à Lee Harvey Oswald ou Sirhan Bishara Sirhan que o conseguiriam fazer.


Responses

  1. Concordo plenamente. Com esse nível de complexidade, o plano soa mais àquilo que uns putos diziam que fariam se os deixassem. Como é óbvio, algures antes de chegar a Obama, a coisa terminaria. O problema é que poderia, de alguma forma, começar. A notícia revela mais os excessos de endeusamento do homem, seja das autoridades, seja por parte da comunicação social (ou da Comunicação dos Dem).

  2. Na minha opinião qualquer Democrata que estivesse na frente das pesquisas seria considerado um Deus pelos Republicanos, ou seja um potencial alvo de ataque de morte, as pessoas deveriam conscientizar-se de que esse rancor debochado e mesquinho é perigoso, pois nos discursos da Super Sarah seus corriligionários pedem a morte de Obama.

    Abraço à todos!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: