Publicado por: Nuno Gouveia | Outubro 29, 2008

Métodos tradicionais de angariação

Barack Obama é o campeão da angariação de fundos online. Mas os tradicionais métodos de obter dinheiro dos apoiantes permanecem na sua campanha.

Mike Allen publicou uma lista de “preços” para ter acesso a conselheiros de Obama. Ou seja, a troco de certas contribuições para a campanha democrata, seja directamente para os fundos do ticket democrata, ou para o DNC, os dadores ganham acesso ao contacto directo com operacionais da campanha ou assessores do candidato democrata.

Por exemplo, quem contribuir com 28500 dólares, o máximo permitido por lei que uma pessoa pode contribuir para um partido, poderá ter uma refeição com o milionário Warren Buffett, apoiante e assessor de Obama. A presença numa mesa redonda com Robert Rubin, antigo Secretário do Tesouro de Bill Clinton, fica pelo mesmo valor. Ainda de acordo com o Politico, a presença numa recepção em Boston com Jonh Kerry ficaria muito barata, entre 250 e 500 dólares.

Barack Obama angariou 150 milhões de dólares no mês de Setembro, e dois terços vieram directamente da Internet. Mas estes encontros servem, além de injectar dinheiro na campanha de Obama, para dotar o DNC de fundos para as importantes corridas pelo Congresso, onde esperam alcançar uma larga maioria a 4 de Novembro.


Responses

  1. Caro Nuno,
    Gostava de saber qual sua opinião sobre a tão falada – pelo menos à direita, mas agora também no WaPo – permeabilidade da campanha do Obama a donativos anónimos, ou com nomes e moradas evidentemente fictícios, que abre a porta a diversas ilegalidades, entre as quais os donativos por pessoas sem a cidadania americana e impossibilita o controlo dos montantes doados, que têm um tecto, como sabe.
    Cumprimentos,

  2. Caro Luís,
    Eu já referi isso aqui no blogue algumas vezes. A campanha republicana tem feito leves referências a essa doações suspeitas. Deve estar a falar deste artigo: http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2008/10/28/AR2008102803413.html?hpid%3Dtopnews&sub=AR

    Parece-me que os montantes poderão não ser significativos, ou então o GOP está a trabalhar mal ao não denunciar este tipo de financiamento com mais vigor. E a seis dias da eleição, parece-me que já vão tarde, até porque há mais de um mês que ouço falar neste tipo de financiamento ilegal.

  3. Queira desculpar a desatenção.
    Tem razão quanto à reacção do GOP.
    Não me parece, porém, que o assunto esteja arrumado. Aliás, o facto de surgir agora num medium de massas – mesmo que já se fale disto há algum tempo noutros fóruns – pode constituir o verdadeiro lançamento do assunto para a ribalta. Foi o que aconteceu com o Ayers, ou não será? Já se falava havia muito tempo, mas só depois da Palin ter mencionado o assunto num comício, com a respectiva projecção mediática, é que a CNN investigou.
    Cumprimentos,

  4. Sim,
    Há muitas coisas que começam a surgir em fóruns partidários, em blogues, e depois saltam para a ribalta com os media nacionais. Veremos se há tempo para os republicanos criarem um grande caso com este assunto.

    Abraço


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: