Publicado por: Nuno Gouveia | Novembro 13, 2008

War for GOP II

rgn

Está a realizar-se na Florida o encontro da Republican Governors Association. E neste encontro encontram-se alguns dos mais importantes membros do partido, e muito provavelmente, os futuros candidatos presidenciais. Portanto, estarei muito atento aos seus intervenientes.

Em primeiro lugar, teremos que olhar com atenção para o governador anfitrião. Charlie Crist está no primeiro mandato, tendo substituído Jeb Bush em 2006. Daqui a dois anos poderá recandidatar-se e começar a preparar uma candidatura à Casa Branca para 2012. Um dos mais populares membros do partido, Crist foi várias vezes referenciado para VP de Mccain. Com um perfil centrista e um percurso moderado, o Governador da Florida pode aspirar a ser um frontrunner para a nomeação republicana daqui a quatro anos.

Outra figura incontornável deste encontro é Sarah Palin. Depois de uma corrida presidencial onde conseguiu obter muita excitação na base conservadora, poderá ser importante no futuro do Partido Republicano. Sendo o Alaska demasiado pequeno para as suas ambições, o seu próximo passo poderá passar pelo Senado. E ganhar o que lhe falta: experiência política e conhecimento em política externa. Tem duas hipóteses: caso Ted Stevens vença as eleições, irá ser expulso do Senado, caso seja confirmada a sua condenação. Aí, Palin poderá nomear-se para substituir Stevens. A outra opção passa por concorrer em 2010 contra a actual senadora Lisa Murkowski, também ela republicana.

Bobby Jindal tem sido um dos políticos mais falados dos últimos tempos. Aos 37 anos, é o mais jovem Governador da União. Filho de imigrantes indianos, tem um percurso fabuloso: estou na Brown e em Oxford. Recusou Yale e Harvard. Com 32 anos candidatou-se ao cargo de governador, mas foi derrotado por uma democrata na segunda volta. Consta-se que os conservadores não lhe terão confiado o voto. Apesar de ter perdido, ficou conhecido na Louisiana, e em 2004 foi eleito congressista pelo seu distrito. Ano passado abandonou a Câmara dos Representantes para ser eleito Governador. Especula-se que poderá ser ele a liderar o Partido numa nova era. Apenas terá a reeleição em 2011, e é provável que se recandidate. As suas ambições presidenciais poderão ser adiadas para 2016, caso Obama tenha um mandato de sucesso.

Outro Governador relevante é Tim Pawlenty. Hoje apelou para o Partido Republicano mudar a sua mensagem, para conseguir atrair as minorias étnicas, como os afro-americanos, hispânicos e eleitores de baixo rendimento. Liderando um estado democrata, Pawlenty tem um currículo moderado e independente. Poderá recandidatar-se a um terceiro mandato no Minnesota em 2010, e preparar uma candidatura para 2012. Mas é um nome a ter em atenção no futuro.

Mitch Daniels, do Indiana, emergiu recentemente como figura nacional. Apesar do seu estado ter ido para os democratas nas eleições presidenciais, a primeira vez desde 1964, venceu facilmente a reeleição. Estudou em Princeton e na Georgetown, é Governador desde 2003, e poderá ser candidato em 2012. A seguir!

Haley Barbour, do Mississippi, foi chairman do RNC no período áureo do GOP, entre 1993 e 1997. O seu segundo mandato termina em 2011 e não poderá recandidatar-se. Não é uma figura nacional, e terá poucas condições para alcançar o sucesso numa candidatura presidencial. Mas há quem lhe refira a ambição para tal.

Por fim, o Arnold Schwarzenegger. O Governador da California nunca poderá ser candidato a Presidente dos Estados Unidos. Mas o seu perfil centrista pode ser importante para o futuro do partido. Além disso, não podendo recandidatar-se 2011, poderá avançar para o Senado em 2010, contra a democrata Barbara Boxer. E ser um dos lideres do Partido no Senado.


Responses

  1. Penso que qualquer nome para as próximas presidencias, do lado republicano, será sempre um nome de transição, a não ser que haja alguma hecatombe. Já que o incumbente é sempre reeleito, excepção feita a Bush pai que perdeu para Clinton, mas que curiosamente também o primeiro em muitos anos em que um dos dois partidos principais conseguiu eleger um presidente após dois mandatos.

  2. Clinton se elegeu em 1992 graças a Ross Perot que tirou muitos votos de Bush pai e por que os republicanos já estavam a 12 anos no poder…após tanto tempo assim é dificil se manter pormais um periodo

  3. Quanto a Arnold Schwarzenegger acho que um dia os americanos irão mudar a lei e permitir que estrangeiros naturalizados se candidatem a presidente, mas não creio que seja algo para o agora…

  4. Caro Bernardo,
    A Maria tem razão, pois Ross Perot foi o responsável directo pela derrota de Bush. Apesar de achar que se o mandato dele não tivesse causado desconforto nos eleitores, não teria havido espaço para um terceiro candidato.

    E não se esqueçam da derrota de Jimmy Carter em 1980, contra Ronald Reagan.

    Mas eu concordo que Barack Obama poderá enfrentar uma reeleição fácil em 2012. Mas isso tudo depende da forma como correr o seu mandato. E não estamos em condições de avaliar isso, quando ele ainda nem sequer tomou posse..


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: