Publicado por: Nuno Gouveia | Janeiro 16, 2009

“We must never let down our guard”

bushaddress

O presidente George W. Bush despediu-se hoje do povo americano, num discurso transmitido em directo pelas televisões americanas. Perante o vice-presidente Dick Cheney, a primeira-dama Laura Bush e diversos colaboradores da sua Administração, o antecessor de Obama proferiu um discurso de gratidão, mas também de balanço dos últimos oito anos.

O 11 de Setembro marcou a história do mandato de George W. Bush, mas foi a guerra do Iraque que colocou o seu nome na lista dos presidentes mais impopulares dos últimos cinquenta anos. Bush recordou que os Estados Unidos nunca mais foram atacados desde 11 de Setembro, e que apesar das dificuldades, conseguiram colocar a Al-Qaeda em fuga.

Foi um Bush gracioso, humilde e agradecido que esteve hoje perante os americanos, lembrando que haveria coisas que poderia ter feito de forma diferente. Mas também mostrou confiança nas decisões mais importantes do seu mandato: a invasão do Iraque e do Afeganistão. Não deixou também de elogiar Barack Obama e o significado da sua conquista.

Nos últimos tempos, Bush tem trabalhado para preservar o seu legado perante o povo americano. Se é verdade que sai da Casa Branca extremamente impopular, também podemos acrescentar que o seu legado será feito pelos historiadores. E como Nate Silver nos demonstra aqui, nem sempre existe correlação entre a popularidade de final de mandato e a imagem que os presidentes ficam na história. Também Harry Truman saiu de Washington com a popularidade nas ruas da amargura devido á guerra da Coreia, mas viria a ser absolvido pela história. Será que Bush terá o mesmo caminho?

Podem ver o vídeo de despedida neste site da MSNBC.


Responses

  1. Este sorrisinho cínico é deveria virar marca registrada dele, como a famosa foto do outro animal Che Guevara.

    Abraço à todos!

  2. Sem considerações sobre a presidência dele (acho que a minha opinião é conhecida), posso dizer que penso que a opinião sobre a presidência Bush se vai manter no futuro.

    A razão é simples: ao contrário do período em que Truman foi presidente, a informação está hoje mais disponível e é mais fácil chegar a conclusões mais cedo. Também o mundo reage mais depressa, porque ficou mais “pequeno”, sendo que as acções dos políticos têm repercussões muito mais imediatas.

    Claro que isto não invalida que se venha a chegar à conclusão que Bush não foi tão mau quanto parece ou até que foi um bom presidente, mas isso é altamente improvável.

  3. Caro João André,

    Parece-me que o legado de Bush será determinado principalmente pelo que se passar no futuro no Iraque e Afeganistão. E na luta contra o terrorismo. Se as posições que W. Bush tomou relativamente a estes dossiers se revelarem acertadas no futuro, parece-me que a história poderá absolver o seu mandato. Caso contrário, não me parece que isso seja possível.

    De qualquer forma, parece-me que a história o julgará…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: